Leia diariamente estudos bíblicos, devocionais, esboços de pregações, parábolas de Jesus, artigos teológicos, curiosidades bíblicas, escola dominical (EBD) e muito mais!

Quem foi Jezabel?

Jezabel foi esposa de Acabe, rei de Israel entre anos de 874 a 853 a.C. Jezabel era filha de Etbaal, rei e sacerdote de Tiro e Sidom. Dentre os personagens bíblicos, a rainha Jezabel é uma das mulheres mais conhecidas do Antigo Testamento. Ela é frequentemente citada em conversas e pregações, às vezes acertadamente, e às vezes de forma completamente errada. Neste texto, iremos aprender um pouco mais sobre quem foi Jezabel.

A história de Jezabel:

Já sabemos que Jezabel era uma princesa dos sidônicos, casada com o rei Acabe. Esse casamento ocorreu como um tipo de compensação pela hostilidade de Damasco contra Israel, num acordo promovido por Onri, pai de Acabe, para reafirmar uma aliança entre Tiro e Israel (cerca de 880 a.C.).

Jezabel foi uma devota de Baal-Melcarte, o deus cultuado na Fenícia. Quando casou-se com Acabe, foi feito um tratado para que ela pudesse continuar adorando o seu deus nativo também em Samaria, seu novo lar (1Rs 16:31-33).

Jezabel convenceu a Acabe para que ele edificasse santuários para o culto ao seu deus. Com isso, ela trouxe centenas de sacerdotes e profetas de sua religião pagã para dentro de Israel. Ela contava com quatrocentos e cinquenta profetas de Baal, e quatrocentos profetas da deusa Asera (1Rs 18:19).

A rainha Jezabel tinha personalidade forte e dominante. Além de seu fanatismo religioso, ela era impulsiva e violenta. Sua principal exigência era que seu deus tivesse os mesmos direitos do Deus de Israel perante o povo. Jezabel então começou a perseguir os profetas do Senhor, mandando matar todo aquele que se pusesse contra suas práticas idólatras (1Rs 18:4).

A narrativa bíblica claramente nos mostra que ela exercia forte influência sobre Acabe, pois o rei permitia que Jezabel agisse conforme desejasse. Ela teve três filhos, Acazias, Jorão e Atalia (existe uma discussão se Jezabel realmente foi a mãe de Atalia), e instruiu seus filhos de acordo com suas práticas. Atalia, por exemplo, levou seus costumes reprováveis para Judá quando se casou com o Jeorão, filho de Josafá (2Rs 8:18).

Jezabel e Elias:

O principal desafeto de Jezabel foi o Profeta Elias, que reprovava seus costumes. Num dos episódios mais conhecidos da Bíblia, o Profeta Elias realizou uma disputa no Monte Carmelo, a fim de provar quem era o verdadeiro Deus. Então caiu fogo do Senhor, e os profetas de Baal acabaram massacrados (1Rs 18:17-40).

Mesmo com a prova real do poder de Deus, e com o massacre de seus profetas, Jezabel não diminuiu sua idolatria, ao contrário, seu ódio perseguidor se intensificou. Ela ameaçou o Profeta Elias, que precisou fugir para o Monte Horebe.

Jezabel e Nabote:

Jezabel foi a pessoa que conduziu as ações no caso da vinha de Nabote, agindo de maneira inescrupulosa. No começo, Acabe respeitou o direito de pose de Nabote, que desejava manter a terra de sua herança.

Porém Jezabel, de forma violenta e impiedosa, acabou tramando um julgamento que culminou na morte de Nabote (1Rs 21:10). Entretanto, esse evento, combinado com os outros atos de crueldade de Jezabel, trouxe terríveis consequências à casa de Acabe, que acabou sendo exterminada (2Rs 9:7-26).

A morte de Jezabel:

Depois que Acabe faleceu, Jezabel ainda continuou tendo grande poder e influência sobre Israel durante os reinados de seus filhos Acazias e Jorão. Porém, Jeú, um oficial do exército, assassinou Jorão, limpou a casa de Acabe do reino, e ascendeu ao trono. Jeú erradicou o culto a Baal em Israel.

Após ter matado Jorão, Jeú se dirigiu ao palácio. Lá, Jezabel estava vestida esplendidamente para esperá-lo, com a intenção de afrontá-lo (2Rs 9:30). Então, Jeú deu ordens para que oficiais a lançassem pela janela da torre do palácio, e Jeú a atropelou (2Rs 9:33).

Depois de ter feito uma refeição, Jeú ordenou que sepultassem a Jezabel, pois ela era filha de rei. É interessante perceber pela narrativa bíblica, que Jeú não lhe atribuiu o título de “rainha de Israel”, mas se referiu a ela apenas como “filha de rei”, por ter sido filha de Etbaal, o rei sidônico.

Quando foram sepultá-la, encontraram apenas seu crânio, os pés e as mãos. Sua carne havia sido devorada por cães (2Rs 9:36). Vale lembrar que os cães também figuraram na morte de Acabe, ao lamberem seu sangue que ficou no carro em que estava (1Rs 22:38).

A morte de Jezabel havia sido profetizava pelo profeta Elias, e se cumpriu exatamente conforme a profecia:

E também acerca de Jezabel falou o Senhor, dizendo: Os cães comerão a Jezabel junto ao antemuro de Jizreel. (1 Reis 21:23)

Então voltaram e contaram isso a Jeú, que disse: “Cumpriu-se a palavra do Senhor, anunciada por meio do seu servo Elias, o tesbita: Num terreno em Jezreel cães devorarão a carne de Jezabel.” (2 Reis 9:36)

Jezabel no Novo Testamento:

O nome “Jezabel” aparece no livro do Apocalipse, na carta à igreja de Tiatira (Ap 2:20-23). A designação “essa mulher, Jezabel” refere-se à certa pessoa autointitulada profetisa, que ensinava e promovia a imoralidade sexual e a idolatria, dois dos mais importantes costumes do paganismo na Ásia Menor.

Não se sabe exatamente se tal designação referia-se a uma pessoa específica ou a um grupo de pessoas dentro daquela igreja, que induzia os cristãos às práticas pecaminosas como uma forma de religião. Seja como for, o uso do nome “Jezabel” nesse episódio parece indicar que tal nome se tornou um símbolo de apostasia.

Aplicativo de Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.