Quem Foi Judá na Bíblia?

Judá foi o quarto filho de Jacó e Lia. Ele deu origem à tribo da qual descendeu o Messias. A história de Judá na Bíblia está registrada no livro de Gênesis (Gênesis 29-49).

O nome Judá vem do hebraico Yehudah. É amplamente aceito que o nome Judá significa “louvado”. Na ocasião de seu nascimento sua mãe disse: “Esta vez louvarei o Senhor”. O texto bíblico completa informando que por isso Lia lhe chamou Judá (Gênesis 29:35).

A história de Judá

Judá foi casado com uma mulher cananéia, filha de Sua, de Adulão. Com ela Judá foi pai de Er, Onã e Selá. Desde cedo Judá ocupou a posição de líder entre os filhos de Jacó. É nesse papel que ele aparece envolvido em situações decisivas da história de sua família.

De certa forma ele impediu que José fosse morto por seus outros irmãos invejosos. Ele sugeriu que José fosse vendido como escravo à caravana de comerciantes midianitas. Foi dessa maneira que José acabou indo parar no Egito (Gênesis 37:12-28).

Mais tarde, no tempo de crise, Judá foi juntamente com seus irmãos buscar auxílio no Egito. Ali ele negociou com o governador do Egito, sem mesmo saber que se tratava de seu irmão José. Foi Judá quem pediu para ser mantido como prisioneiro em lugar de Benjamim, seu irmão mais novo. Nessa ocasião José acabou revelando sua identidade (Gênesis 44:33,34; 45:1). Conheça a história de José do Egito.

Judá também foi escolhido por Jacó para liderar a caravana de Israel mostrando o caminho para Gósen (Gênesis 46:28). O patriarca também escolheu Judá entre seus três filhos mais velhos para conceder-lhe o privilégio do direito de primogenitura (Gênesis 49:8-12).

Receber Estudos da Bíblia

A descendência de Judá

Conforme o costume da época, Judá providenciou uma esposa para seu filho Er, cujo nome era Tamar. Mas Er era um homem perverso e o Senhor o reprovou castigando-o com a morte.

Como Er havia morrido sem gerar filhos, seu irmão Onã precisou se casar com Tamar de acordo com a lei do levirato. Onã tinha a tarefa de gerar descendência ao seu irmão, mas ele descumpriu sua obrigação e também agiu de forma perversa. O castigo de Deus veio sobre ele, e Onã também morreu sem gerar filhos.

Então Judá prometeu a Tamar que quando seu filho mais novo Selá crescesse, ele lhe seria dado por marido. Mas o texto bíblico informa que isso não aconteceu. Então Tamar foi astuta e enganou Judá. Ela cobriu seu rosto e fingiu ser uma prostituta para poder se deitar com Judá. Então dessa trama Judá tornou-se pai dos gêmeos Perez e Zerá (Gênesis 38:11-30). Foi através de Perez que Judá tornou-se ancestral do rei Davi e do Senhor Jesus (Rute 4:18-22; Mateus 1:3,16).

O nome Judá tornou-se muito popular entre os israelitas, principalmente após o cativeiro babilônico. Por isso algumas pessoas com este mesmo nome são mencionadas no Antigo Testamento (cf. Esdras 2:40; 3:9; 10:23; Neemias 11:9; 12:8-16). O nome Judas que aparece no Novo Testamento é a forma helenizada grega do nome Judá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close