Quem Foi o Juiz Jair na Bíblia?

Jair foi o sétimo juiz de Israel no tempo do Antigo Testamento. Ele se levantou como juiz entre o povo de Deus após a liderança de Tola. A história de Jair na Bíblia está registrada no capítulo 10 do livro de Juízes (Juízes 10:3-5). O nome Jair provavelmente significa “ele ilumina”.

Mas antes do juiz Jair, a Bíblia menciona outro homem com esse mesmo nome. Esse primeiro Jair era filho de Segube, e parece ter sido um grande conquistador na tribo de Manassés. Durante a conquista do território a leste do Jordão, ele conquistou muitas aldeias que ficavam na fronteira de Basã e Gileade. Essas aldeias ficaram conhecidas como Havote-Jair, que basicamente quer dizer “aldeias de Jair” (Números 32:41).

A menção a esse primeiro Jair é importante, porque para muitos estudiosos o sétimo juiz de Israel provavelmente era um de seus descentes. A Bíblia se refere a Jair, o juiz de Israel, como um gileadita, ou seja, uma pessoa de Gileade; o mesmo território onde o primeiro Jair foi muito atuante no tempo da conquista de Canaã.

Alguns intérpretes sugerem que os dois Jair talvez fossem a mesma pessoa, num tipo de anacronismo nos textos bíblicos; mas essa interpretação não é muito aceita entre os estudiosos.

Receber Estudos da Bíblia

A liderança do juiz Jair em Israel

A liderança de Jair teve início depois de os israelitas, principalmente aqueles das tribos do norte, terem sido julgados por Tola. O juiz Tola liderou os filhos de Israel após a desastrosa pretensão de Abimeleque, filho de Gideão, tentar estabelecer uma monarquia não autorizada em Siquem.

Mas em conexão com a liderança de Tola, o texto bíblico não faz nenhuma referência a um inimigo específico que tenha oprimido os israelitas; e o mesmo também ocorre com a liderança de Jair. Sobre Jair, o texto bíblico simplesmente diz que ele julgou a Israel durante vinte e dois anos (Juízes 10:3).

A ausência da identificação de um povo agressor durante os anos em que Jair julgou a Israel, talvez signifique que sua liderança não se concentrou em libertar os israelitas da mão de uma nação opressora, mas esteve mais dedicada a resolver as questões internas das próprias tribos de Israel.

O texto bíblico também completa dizendo que Jair tinha trinta filhos, que cavalgavam sobre trinta jumentos, e tinham trinta cidades na terra de Gileade. Essas cidades também estavam associadas à designação “Havote-Jair” (Juízes 10:4). A descrição dos trinta filhos de Jair que andavam sobre jumentos e governavam cidades, provavelmente seja um indicativo do grande poder, influência e riqueza da família de Jair.

Quando Jair morreu, o texto bíblico diz que ele foi sepultado em Camom, possivelmente também em Gileade (Juízes 10:5). Após esse breve relado, o juiz Jair não é mencionado em nenhuma outra parte da Bíblia. Curiosamente, em algumas listas do período dos juízes de Israel, Jair é contato como sendo o oitavo juiz ao invés do sétimo. Isso ocorre porque alguns comentaristas consideram Baraque como um juiz ao lado de Débora, enquanto outros contam apenas a liderança de Débora.

A Bíblia ainda menciona outras duas pessoas com o nome Jair que viveram na sequência da história israelita. O pai de Elanã, o homem que matou o irmão do gigantes Golias, se chamava Jair (1 Crônicas 20:5). Depois, houve também um Jair que pertenceu à tribo de Benjamim e foi o pai de Mardoqueu, o tutor de Ester (Ester 2:5).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar