O Que Significa “Chibolete” ou “Sibolete” na Bíblia?

A palavra “chibolete” é a transliteração de um termo hebraico que aparece de forma não traduzida no livro de Juízes no famoso teste “chibolete e sibolete” (Juízes 12:6). O significado de “chibolete” na Bíblia aparece tanto como “corrente de água” como “espiga de cereal”.

Na verdade a palavra “chibolete” procede de uma raiz hebraica que indica uma “correnteza que flui”. É por isso que no Salmo 69:2 essa palavra é traduzida como “corrente” ou “correnteza”; bem como em Isaías 27:12 essa palavra é geralmente traduzida como “rio”. Mas no livro de Jó essa mesma palavra é traduzida como “espigas” de cereal (Jó 24:24). No livro do profeta Zacarias a palavra “chibolete” também aparece, mas dessa vez ela indica “ramos” de oliveira em crescimento (Zacarias 4:12).

Mas o que de fato chama atenção dos leitores da Bíblia é a passagem do livro de Juízes que traz essa palavra sem traduzi-la. Isso acontece porque naquele contexto a palavra foi empregada como um teste linguístico, ou seja, um tipo de identificado de sotaque ou pronúncia que distinguia duas tribos semitas: os efraimitas e os gileaditas.

Por esse motivo foi importante que a palavra permanecesse sem ser traduzida nas versões bíblicas para indicar de forma correta ao leitor a forma com que ela de fato foi aplicada naquele episódio. Posteriormente a palavra “chibolete” ou “xibolete” passou a ser usada justamente para designar o meio de reconhecimento dos grupos a que pertencem certos indivíduos. Esse método já foi aplicado em vários momentos de guerras e conflitos ao longo da história, principalmente para identificar uma pessoa que pertencia ao povo inimigo.

Receber Estudos da Bíblia

O teste “chibolete e sibolete” na Bíblia

O teste “chibolete e sibolete” foi aplicado nos dias de Jefté, um dos juízes que julgaram Israel. Jefté era um gileadita que libertou os israelitas do domínio dos amonitas que já durava dezoito anos. Então após ele ter tido êxito contra o povo de Amom, a Bíblia diz que surgiu um conflito dentro do próprio Israel.

O que aconteceu foi que os integrantes da tribo de Efraim protestaram porque Jefté supostamente havia deixado eles de fora da batalha contra os amonitas. Então eles ameaçaram matar Jefté queimando sua casa com ele dentro (Juízes 12:2). Por isso naquele contexto o conflito foi inevitável. Os homens de Gileade foram reunidos por Jefté e lutaram contra os efraimitas.

Os efraimitas perderam o conflito e acabaram sendo dispersados. Nessa dispersão, muitos tentaram fugir de Gileade através do vau do Rio Jordão. Mas Jefté colocou seus soldados no Jordão para impedir que os rebeldes escapassem ilesos. Então para identificar quem de fato era da tribo de Efraim e quem não era, os homens de Jefté aplicaram o teste “chibolete” “sibolete”.

Quando os efraimitas chegavam ao vau do Jordão e se deparavam com os soldados de Jefté, obviamente eles negavam sua ligação com a tribo de Efraim. Mas ao serem submetidos ao teste, eles acabavam revelando sua verdadeira identidade, pois eram incapazes de pronunciar a palavra “chibolete”.

Por causa de seu sotaque, ao invés de “chibolete” os efraimitas pronunciavam “sibolete”. Então esse teste foi basicamente uma “senha linguística” que identificava a diferença de dialeto entre os povos semitas, e assim deixava claro quem era efraimita.

Infelizmente essa história é triste porque ela revela um conflito que não deveria ter ocorrido entre o povo de Deus, mas que ocorreu por causa de motivações pecaminosas. Como resultado disso, cerca de quarenta e dois mil efraimitas foram mortos naquela ocasião.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar