Deus Sonha? A Bíblia Fala em “Sonhos de Deus”?

Definitivamente Deus não sonha. A Bíblia não fala em nenhuma parte sobre os supostos “sonhos de Deus”. Não há uma única passagem nela que pode ser usada para afirmar que Deus sonha. É comum ouvir pessoas falando sobre os “sonhos de Deus”, mas essa é uma colocação completamente equivocada.

Seja qual for o significado pretendido com a palavra “sonho”, em nenhum contexto ele pode ser aplicado a Deus e ao seu modo de agir. Vejamos melhor a seguir.

O que é sonhar?

Em seu sentido primário, a palavra “sonho” designa parte da atividade cerebral de um indivíduo adormecido. Esse fenômeno é estudado pela neurociência que ainda não conseguiu responder todas as perguntas sobre esse tema. Sigmund Freud, considerado pai da psicanálise, até enxergava os sonhos como sendo um tipo de conexão entre o inconsciente e o consciente do indivíduo.

Em seu sentido figurado, a palavra “sonho” pode se referir a desejos, anseios e aspirações que são na maioria das vezes inatingíveis. Esses sonhos ficam, quase sempre, no campo da imaginação, pois são utópicos. Então é fácil perceber que nenhuma dessas duas aplicações principais faz sentido com relação a Deus.

Por que os sonhos de Deus não existem? Deus não sonha?

Obviamente os sonhos de Deus não existem simplesmente porque Ele não sonha. Em primeiro lugar, no sentido primário, Deus não sonha porque Ele não nunca dorme. Num salmo de romagem, o salmista diz: “Ele não permitirá que os teus pés tropecem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel” (Salmo 121:4).

Em segundo lugar, a Bíblia jamais aplica a palavra “sonho” no sentido figurado para falar de Deus. Ao contrário disso, as Escrituras falam que Deus tem planos, desígnios, propósitos e pensamentos. Deus não sonha e nem imagina ou fantasia coisas como os homens; Ele decreta e determina.

Esses planos e propósitos de Deus nunca serão inatingíveis como a maioria dos sonhos humanos. A história de Jó nos ajuda a entender isso. Jó faz uma importante declaração nesse sentido. Ele diz: “Bem sei que tudo podes e nenhum de seus planos pode ser frustrado” (Jó 42:2).

De igual forma, o profeta Isaías escreve: “Esse é o plano estabelecido para toda a terra; essa é a mão estendida sobre todas as nações. Pois esse é o propósito do Senhor dos Exércitos; quem pode impedi-lo? Sua mão está estendida; quem pode fazê-la recuar?” (Isaías 14:26,27).

O propósito divino jamais pode ser visto como um “sonho de Deus”. Os planos do Senhor não podem ser invalidados. Eles são tão certos e reais que podem ser proclamados. Por isso no salmo messiânico de Davi lemos: “Proclamarei o decreto do Senhor: Ele me disse: Tu és meu filho; eu hoje te gerei” (Salmo 2:7).

Em terceiro lugar, não há justificativa para dizer que a expressão “sonhos de Deus” é uma forma poética de se referir aos propósitos divinos. A Bíblia até usa figuras de linguagem como o antropopatismo e antropomorfismo para se referir a Deus. Isso significa que os autores bíblicos aplicaram formas, características e sentimentos humanos para descreverem Deus em algum sentido e facilitar a compreensão da mensagem.

Por isso certos textos bíblicos dizem que Deus se arrependeu, se alegrou, se lembrou etc. Todas essas passagens devem ser interpretadas com atenção ao seu contexto e à luz de toda a Escritura. Mas mesmo assim em nenhuma ocasião os escritores bíblicos falaram em supostos “sonhos de Deus”. Portanto, não temos permissão de ir além do que a Bíblia diz.

Receber Estudos da Bíblia

Deus não sonha, Ele decreta!

Declarações como “Deus tem um sonho para você” ou “Deus sonhou com você”, são apenas frases de efeito. Essas frases tentam trazer de uma forma mais romântica algum tipo de palavra de autoajuda.

Mas realmente a Bíblia não diz que somos frutos dos sonhos de Deus. Na verdade ela diz que somos chamados pelo propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho de sua vontade (Efésios 1:11).

O apóstolo Paulo escreve: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). Graças a Deus isso não é simplesmente um sonho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close