O Que é Teologia Sistemática?

Teologia sistemática é o estudo organizado das principais doutrinas da Fé Cristã. Se teologia significa literalmente “estudo de Deus” e, portanto, é o estudo da revelação que Deus faz de si mesmo nas Escrituras, a teologia sistemática é o exame de toda a informação bíblica a fim de apresentar de forma cuidadosa e coerente o que a Escritura como um todo afirma sobre determinado assunto.

Então basicamente a teologia sistemática é a disciplina teológica que responde de forma clara e objetiva o que a Palavra de Deus nos diz sobre um dado tópico. Muitas pessoas se assustam com a designação “teologia sistemática”. Mas todo cristão está envolvido diariamente com ela. Em outras palavras, cada vez que alguém pergunta: “O que a Bíblia diz sobre isso ou aquilo?”, essa pessoa está recorrendo à teologia sistemática.

Wayne Grudem está correto ao dizer que a maioria dos cristãos realmente faz teologia sistemática muitas vezes por semana. Por exemplo: quando afirmamos que a Bíblia ensina que quem crê em Jesus será salvo, ou que Jesus é o único caminho para Deus, ou mesmo que Jesus virá outra vez, estamos fazendo afirmações teológico-sistemáticas.

A fonte principal da teologia sistemática é a Bíblia. Seu conteúdo essencial é extraído das Escrituras do Antigo e do Novo Testamento. Então a teologia sistemática utiliza os dados da teologia bíblica – que é a área da teologia que estuda como se deu a auto-revelação de Deus ao longo do tempo – e apresenta esses dados de uma forma sistematizada por temas.

Outra fonte da teologia sistemática é a teologia histórica. Essa área da teologia se dedica a estudar como a doutrina bíblica se desenvolveu no decorrer da história da Igreja e como a Igreja reagiu às ameaças ao verdadeiro ensino bíblico.

Quais as principais matérias da teologia sistemática?

Como foi dito, sempre que buscamos entender o ensino bíblico sobre um assunto específico estamos fazendo teologia sistemática. Mas há algumas matérias que são identificadas como centrais na teologia sistemática, pois consistem em declarações essenciais acerca da doutrina cristã. Essas matérias são:

  • Doutrina da revelação: estuda como Deus tem se revelou a si mesmo à humanidade. Essa matéria inclui não somente e revelação geral de Deus na criação, mas principalmente Sua revelação especial na Escritura. Essa última parte também é chamada de “bibliologia” e trata sobre como a Bíblia é a inspirada, infalível, inerrante e autoritativa Palavra de Deus.
  • Doutrina de Deus: também chamada de “teontologia” – ou teologia propriamente dita, estuda o ser de Deus, Seus atributos, Sua vontade e Suas obras.
  • Doutrina do homem: chamada de “antropologia bíblica”, essa matéria estuda a criação e a natureza do homem.
  • Doutrina do pecado: estuda a origem, a natureza, a abrangência e as consequências do pecado. Essa matéria é chamada de “hamartiologia”.
  • Doutrina dos anjos: chamada de “angelologia”, essa matéria estuda o que a Bíblia diz sobre a existência dos seres espirituais.
  • Doutrina de Cristo: chamada de “cristologia”, essa matéria estuda a pessoa e a obra de Cristo.
  • Doutrina do Espírito Santo: estuda a pessoa, o ministério e os dons do Espírito Santo. Essa matéria é chamada na teologia sistemática de “pneumatologia”.
  • Doutrina da salvação: a soteriologia estuda a aplicação da obra da redenção.
  • Doutrina da Igreja: essa matéria é chamada de “eclesiologia”, e estuda a natureza, o governo e as ordenanças da Igreja.
  • Doutrina das últimas coisas: muito conhecida como “escatologia”, essa matéria trata das questões que envolvem a consumação da presente Era e a vida no estado eterno.

Qual a importância do estudo da teologia sistemática?

Sem dúvida a teologia sistemática possui uma importância fundamental para a Igreja do Senhor. Em primeiro lugar, o estudo da teologia sistemática prepara o crente para aprender e também para ensinar o que a Bíblia diz acerca das questões mais relevantes da Fé Cristã.

Consequentemente, em segundo lugar, estudar teologia sistemática acaba corrigindo certas ideias, conceitos ou interpretações que possamos ter acerca de algum tema bíblico que não esteja de acordo com a verdade de Deus revelada em Sua Palavra.

Seja por causa da corrupção do pecado, ou mesmo por simples ignorância, muitas vezes nos posicionamos de um modo equivocado e contrário às Escrituras. Mas de uma forma ou de outra, não temos permissão para distorcer as verdades bíblicas.

Em terceiro lugar, a teologia sistemática habilita o crente a identificar quando uma doutrina realmente é bíblica ou quando não é. Como diz Millard Erickson, crenças doutrinárias corretas são essenciais no relacionamento entre o cristão e Deus. Se uma pessoa não possui a crença correta acerca da revelação de Deus, como ela poderá se relacionar com Ele?

Em quarto lugar, estudar teologia sistemática capacita o crente a defender doutrinas que são inegociáveis à Fé Cristã. Diariamente os crentes são atacados por diversos modelos que pregam uma verdade alternativa; ou sistemas de pensamentos religiosos ou ideologias seculares que tentam se equiparar à verdade bíblica.

Em quinto lugar, se a teologia sistemática é algo presente na vida diária do cristão, a importância de seu estudo é fundamental. Na verdade faz parte do objetivo da teologia sistemática sua aplicação prática à vida do crente. Em outras palavras, nesse ponto a teologia sistemática não somente irá fornecer os dados bíblicos necessários para respondermos os questionamentos éticos e práticos de nossa vida diária, como também irá nos ajudar a crescer como cristãos.

Se você quer se aprofundar no estudo da teologia sistemática, conheça nosso curso completo de formação em teologia a distância e estude a Palavra de Deus no conforto do seu lar. Conheça aqui.

Botão Voltar ao topo
Fechar