Quais São os Tipos de Salmos?

Os salmos podem ser classificados em diferentes tipos de acordo com suas características literárias. Os tipos de salmos mais comumente identificados são: salmos de louvor, salmos de lamento, salmos de ação de graças, salmos de romagem, salmos reais, salmos sapienciais e salmos imprecatórios.

Essa organização dos salmos em grupos indica que apesar de a poesia ser a característica literária elementar de todos os salmos, há uma variedade de gêneros literários no saltério. Saber que há diferentes tipos de salmos é muito útil para um melhor estudo e compreensão da poesia bíblica.

Os tipos de salmos

Embora os eruditos que são especialistas em poesia hebraica classificam os salmos em diferentes tipos, não há uma lista oficial específica que indica quais são esses tipos. Isso significa que pode haver alguma diferença entre uma lista e outra na classificação dos salmos.

Alguns estudiosos apresentam uma lista mais extensa e detalhada, enquanto outros preferem adotar uma lista mais simples e com um menor número de categorias. Também é possível que um único salmo possa ser contado em mais de uma categoria. Por exemplo: um salmo de romagem também pode ser um salmo de ação de graças (cf. Salmo 129).

As categorias mais comuns em que os salmos são classificados geralmente são:

1. Salmos de louvor e adoração

Também chamados de “salmos de entronização”, esses salmos apresentam uma poesia cujo tema principal é exaltar e louvar ao Senhor. Nesse tipo de salmo o governo soberano de Deus é enfatizado, e Deus é louvado pelo que Ele é, especialmente pela revelação de seus atributos. Alguns exemplos de salmos de louvor são: Salmos 8; 24; 29; 33; 47; 48; etc.

2. Salmos de lamento

Os salmos de lamento normalmente expressam a necessidade pelo socorro de Deus diante de determinada circunstância. Os salmos de lamento podem trazer tanto uma lamentação individual quanto coletiva. Nesse tipo de salmo, o salmista derrama suas inquietudes perante o Senhor. Nos salmos de lamento o salmista externa as aflições da vida. Alguns salmos de lamento são: Salmos 12; 25; 39; 51; 86; 102; 120; etc.

3. Salmos de ação de graças

Os salmos de ação de graças expressam gratidão pelas bênçãos divinas. Nesse tipo de salmo o salmista geralmente agradece ao Senhor por sua provisão e por tê-lo escutado em seu lamento. São exemplos de salmos de ação de graças: Salmos 18; 66; 138; etc.

4. Salmos de romagem

São salmos de peregrinação que instruem os fieis quanto à consciência de buscar ao Senhor e ao mesmo tempo preparam uma disposição apropriada para a adoração. Os salmos de romagem são: Salmos 120-134. Saiba mais sobre os salmos de romagem.

5. Salmos reais

Os salmos reais são aqueles salmos que falam principalmente da realeza de Deus, embora também tratem da realeza do rei humano que age como representante de Deus no governo do seu povo. Em outras palavras, os salmos reais focalizam tanto o governo universal de Deus quanto o governo mediador da casa de Davi.

Mas uma vez que o propósito do reinado davídico encontra seu cumprimento pleno e final no reinado de Cristo, o grande Filho de Davi, historicamente muitos dos salmos reais têm sido interpretados como que apontando para o Messias. Isso significa que, nesse sentido, eles também podem ser salmos messiânicos. Alguns exemplos de salmos reais são: Salmos 2; 20; 21; 45; etc.

Receber Estudos da Bíblia

6. Salmos sapienciais

São os salmos de sabedoria que trazem instruções quanto à vontade de Deus para a vida humana. Isso quer dizer que os salmos sapienciais fornecem orientações práticas para a vida do crente neste mundo. Um tema marcante nos salmos sapienciais é o contraste entre os justos e os ímpios. Alguns exemplos de salmos sapienciais são: Salmos 1; 37; 49; 119; etc.

7. Salmos imprecatórios

Os salmos imprecatórios são aqueles que invocam a ira e o castigo divino sobre os inimigos de Deus e de seu povo. Por isso esse tipo de salmo é conhecido por registrar certas maldições à medida que o salmista suplica pela vindicação dos justos e clama para que Deus castigue os ímpios. Alguns salmos imprecatórios são: Salmos 7; 35; 55; 69; 137; etc.

Como foi dito, alguns intérpretes ainda classificam os salmos em outras categorias mais específicas, como: salmos de penitência – tratam principalmente do problema do pecado; salmos de confiança – falam enfaticamente da confiança do salmista em Deus; etc. Mas seja como for, o importante é saber que todos os tipos de salmos foram inspirados pelo Espírito Santo e são importantes para os crentes em sua caminhada de fé. Entenda também quem escreveu o livro de Salmos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close