O Que Significa “Vinde a Mim Todos Que Estais Cansados e Oprimidos”?

Jesus disse: “Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Esta declaração significa um terno convite do Senhor Jesus para que os pecadores creiam nele. Ninguém mais, além do Salvador, é capaz de aliviar e dar descanso ao que está cansado e sobrecarregado.

O Evangelho de Mateus não diz exatamente quando foi que Jesus disse essas maravilhosas palavras. Mas à luz de outras partes do Novo Testamento, é possível que Jesus tenha feito esse convite no contexto do empreendimento missionário em que Ele enviou setenta discípulos para percorrer todas as cidades e lugares que Ele haveria de passar (cf. Lucas 10:1-22). Seja como for, “Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos” é um convite relevante em qualquer época; bem como a doce promessa: “e eu vos aliviarei”, também permanece continuamente válida.

Vinde a mim

Jesus inicia seu convite dizendo: “Vinde a mim”. Essa expressão traduz um vocábulo que significa literalmente “venha aqui”. Em outras palavras, Jesus literalmente diz: “Venham aqui, a mim”.

Mas o que significa ir a Jesus? Como o pecador pode ir até Ele?

Em outras passagens, a Bíblia não deixa qualquer dúvida quanto à importância de ir a Jesus. Em João 14:6, por exemplo, lemos: Eu sou o Caminho a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. Em outro texto, também lemos: “Eu sou a Porta. Qualquer pessoa que entrar por mim, será salva. Entrará, e sairá; e achará pastagem” (João 10:9); ou ainda: Eu sou a Luz do mundo; quem me segue não andará em trevas; pelo contrário, mas terá a luz da vida” (João 8:12).

Então obviamente, ir a Jesus é uma questão de vida ou morte eterna. Mas em outra ocasião, o próprio Jesus explicou muito claramente o que significa ir até Ele: Eu sou o Pão da Vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim nunca terá sede” (João 6:35). Isso quer dizer que ir a Jesus significa crer n’Ele, ou seja, “vinde a mim” equivale a “creia em mim”.

Mas que tipo de fé demonstra aqueles que vão a Jesus? Willian Hendriksen comenta que essa fé é conhecimento, assentimento e confiança; tudo de uma só vez. Essa fé genuína é a marca distintiva daqueles que vão a Jesus e o recebem como Senhor e Salvador. Mas nisso não há mérito humano. A fé é dom do Espírito Santo – já que ninguém pode confessar que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo (1 Coríntios 12:3).

Alguém pode perguntar: Por que Jesus convida alguém a ir até Ele? Ele realmente tem autoridade para dizer: “vinde a mim”?

Antes de Jesus fazer o convite: “Vinde a mim vós todos os que estais cansados e oprimidos”; Ele disse: “Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Mateus 11:27). Então sim, Jesus tem toda a autoridade para convidar os homens a irem a Ele, e por isso Ele o faz.

Vós todos que estais cansados e oprimidos

Perceba que Jesus não estende o convite “vinde a mim” aos fortes, poderosos e supostamente qualificados. Ele diz “vinde a mim” aos cansados e oprimidos. São a essas pessoas que esse maravilhoso convite se estende. Mas quem são esses cansados e oprimidos?

Obviamente Jesus não está falando do cansaço e da sobrecarga física. O que Jesus tem em mente aqui é um cansaço que não se resolve com uma boa noite de sono; é uma sobrecarga que não pode ser aliviada com um tempo de descanso. Ele fala de um cansaço e de uma sobrecarga que só podem ser superados quando alguém vai até Ele; quando alguém se abriga n’Ele.

Aqui podemos lembrar conhecidas palavras do salmista: “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas tranquilas; refrigera-me a alma” (Salmo 23:1-3).

No contexto primário em que Jesus convidou: “Vinde a mim”, os cansados e oprimidos eram todas àquelas pessoas que estavam oprimidas pelo pesado e cansativo fardo de regras e regulamentos de um tipo de religião imposta pelos escribas e fariseus que pregava a salvação com base na justiça própria.

Quando a segurança da vida eterna é coloca sobre os méritos humanos, isso resulta numa carga impossível de suportar; visto que homem algum é capaz de salvar-se a si mesmo. Concordo com William Hendriksen quando diz que esse tipo de crença resulta num terror que escraviza, numa ansiedade que consome, num desespero sem qualquer vislumbre de esperança.

Por isso o doce convite do Senhor Jesus é relevante ainda hoje. Independentemente da época, sempre haverá alguém cansado e oprimido que, ao ouvir o Salvador dizer: “Vinde a mim”, através da fé entenderá que a verdadeira segurança, o pleno descanso, e a bem-aventurança eterna só são possíveis estando n’Ele.

Receber Estudos da Bíblia

E eu vos aliviarei

Os cansados e oprimidos que vão a Jesus recebem dele a extraordinária promessa: “eu vos aliviarei”. A frase: “eu vos aliviarei”, também pode ser traduzida por: “eu lhes darei descanso”, ou: “eu lhes darei refrigério”.

Então que tipo de alívio ou descanso Jesus promete? A Bíblia responde esta pergunta dizendo que aquele que vai a Jesus, o Pão da Vida, jamais terá fome; aquele que toma da água que Ele dá, nunca terá sede; aquele que segue a Luz do mundo, em hipótese alguma andará em trevas. Veja o que Jesus diz: “Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora” (João 6:37).

A promessa: “eu vou aliviarei”, significa nada menos que plena paz com Deus; certeza da salvação; confiança de que pelos méritos de Cristo podemos nos achegar com confiança ao trono da graça (Romanos 5:1; Hebreus 4:16).

Perceba que esse alívio, esse descanso, não é conquistado pelo homem, mas é dado pelo Filho de Deus, e somente por Ele. Os cansados e oprimidos que vão a Cristo e recebem d’Ele o verdadeiro descanso, não mais vivem marcados pela incerteza, pelo medo e pelo desespero, mas agora suas vidas são marcadas pelas virtudes do fruto do Espírito. Por isso o apóstolo Paulo escreve que “se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas se passarão; eis que tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17).

“Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Definitivamente esse não é outro se não o maravilhoso convite que transforma a vida de cada pecador alcançado pela graça divina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close