Aprendei de Mim Que Sou Manso e Humilde de Coração

“Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração” é o convite que Jesus estende às pessoas cansadas e oprimidas que, num ato de fé, tomam sobre si o Seu jugo; isto é, tornam-se seus discípulos (Mateus 11:29). Aqueles que atendem a esse maravilhoso convite encontram descanso para suas almas.

Provavelmente Jesus pronunciou essas palavras após ter recebido de volta os setenta discípulos que Ele havia enviado numa missão evangelística (cf. Lucas 10:1-22). Mas antes de fazer esse convite, Jesus fez uma oração de agradecimento ao Pai por soberanamente ter ocultado dos sábios e cultos as questões concernentes à salvação; mas as revelado aos pequeninos (Mateus 11:25,26).

Essa oração serve de base para o convite que se segue: Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos, e eu os aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma” (Mateus 11:28,29).

Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim

Quando Jesus falou em sua oração sobre os sábios e cultos dos quais as verdades da salvação foram ocultadas, obviamente ele estava censurando diretamente os líderes judaicos que reivindicavam possuir todo um sistema de regulamentos que podia garantir a vida eterna através da justiça própria.

Mas essa designação pode ser estendida a qualquer pessoa, em qualquer época e lugar, que pensa poder salvar a si próprio através de sua sabedoria extraordinária ou seu intelecto acima da média. Como uma pessoa assim pode atender o convite: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”?

A expressão “tomar o jugo” é equivalente a “tornar-se um discípulo”. Por isso esse convite é atendido pelos pequeninos; aos quais Deus resolveu revelar o sublime conteúdo da verdade do Messias e de seu Evangelho.

Mas entenda que o contraste aqui não é entre pessoas cultas e incultas de modo geral; mas entre aquelas pessoas que pensam possuir seu próprio conhecimento do caminho da salvação através de seus méritos, e aquelas pessoas que reconhecem que são completamente dependentes da graça de Deus para a salvação.

Os pequeninos não são os menos estudados; mas são todos aqueles que, independentemente de seu preparo intelectual, escutam e atendem o chamado: “Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”.

Portanto, tomar sobre si o jugo de Cristo e aprender dele significa literalmente tornar seu discípulo; significa aceitar seu ensino; significa compreender que a verdade do Evangelho revela a salvação mediante a confiança unicamente em Cristo.

Receber Estudos da Bíblia

Que sou manso e humilde de coração

Jesus não apenas diz: “Aprendei de mim”, mas também diz: “sou manso e humilde de coração”. A palavra manso traduz um termo grego que significa “gentil”, “meigo”, “tranquilo” ou “suave”. Uma pessoa mansa, como diz o salmista, se “deleita na abundância da paz” (Salmo 37:11).

Na Bíblia, a mansidão aparece como uma qualidade indispensável ao cristão. Ela também está diretamente relacionada ao ato de curvar-se ou submeter-se humildemente à vontade do Senhor. Junto da mansidão está também a humildade. Uma pessoa humilde é o oposto da pessoa soberba, arrogante e orgulhosa.

Essas virtudes manifestam-se no coração e irradiam por toda a pessoa do homem. Por coração, aqui, entenda-se como sendo o centro do ser do homem; onde está o controle de todas as suas emoções e pensamentos.

Então como um crente pode ser manso e humilde? O próprio Senhor Jesus responde: “Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”. Ele mesmo, como Mestre e Senhor, é o maior exemplo para seus discípulos. Ele é tranquilo e concede àqueles que estão nele o verdadeiro descanso para suas almas. Sim, o verdadeiro descanso só pode ser dado por Cristo e encontrado n’Ele!

Então quando alguém realmente ouve e atende o convite: “Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”, essa pessoa se junta ao apóstolo Paulo quando diz: “Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo e seja achado nele; não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo; a saber, a justiça que vem de Deus, pela fé” (Filipenses 3:7-9).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar