Por Que Jesus é o Cordeiro de Deus que Tira o Pecado do Mundo?

A expressão “Cordeiro de Deus” é aplicada a Jesus e refere-se a sua obra redentora. Ele é o sacrifício perfeito e definitivo providenciado por Deus para expiação do pecado. João Batista utilizou literalmente essa expressão ao dizer: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1:29,36).

Por que Jesus é chamado de “o Cordeiro de Deus”?

Para entendermos corretamente o porquê de Jesus ser chamado de “o Cordeiro de Deus”, precisamos nos atentar a alguns detalhes. É preciso saber que os cordeiros eram parte importante dos sacrifícios do Antigo Testamento. Antes mesmo de Deus dar a Moisés as instruções oficiais acerca da religião judaica no Sinai, a figura do cordeiro já aparece como parte do ritual religioso.

Podemos citar alguns exemplos disso. Nos primeiros capítulos de Gênesis, encontramos Abel oferecendo a Deus uma oferta das primícias de seu rebanho (Gênesis 4:3-5). Na ocasião em que Abraão foi oferecer Isaque em holocausto, Deus providenciou um cordeiro para substituir o filho do patriarca como sacrifício (Gênesis 22:13).

Na véspera da saída do povo de Israel do Egito, Deus deu instruções sobre a instituição da Páscoa Judaica. Nessa ocasião um cordeiro deveria ser sacrificado e seu sangue aspergido nos umbrais das portas dos israelitas. Assim, o anjo da morte passaria por cima da casa dos hebreus quando fosse visitar a terra do Egito e matar seus primogênitos (Êxodo 12).

A partir daquele momento, a Páscoa passou a ser uma das mais importantes festividades judaicas. Ela continuou sendo celebrada anualmente pelo povo de Israel. O cordeiro pascal deveria ser sem defeitos. Além disso, nenhum de seus ossos poderia ser quebrado (Êxodo 12:5,46; Números 9:12).

Além do cordeiro sacrificado na Páscoa, os cordeiros também eram imolados na oferta diária. Isso significa que havia o sacrifício de cordeiros todos os dias (Números 28:4).

Jesus é o Cordeiro de Deus

Ainda no Antigo Testamento, encontramos referências sobre o Cordeiro que sofre calado (Isaías 53; cf. Jeremias 11:19). O profeta Isaías profetizou detalhadamente sobre o sofrimento do Messias. Ele falou dele como sendo o Cordeiro que foi levado para o matadouro e que foi golpeado por causa da transgressão do seu povo (Isaías 53:7,8).

Além disso, o profeta deixa claro que foi da vontade do Senhor esmagá-lo, moê-lo e fazê-lo sofrer, fazendo de sua vida uma oferta pela culpa (Isaías 53:10). Com isso, Isaías apresentou de forma muito clara o conceito do Cordeiro de Deus.

Já no Novo Testamento, no primeiro capítulo de João Jesus é apresentado como o Cordeiro de Deus. Nesse capítulo lemos sobre como João Batista apontou para Jesus testificando que Ele é “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1:29,36). Conheça a história de João Batista.

Receber Estudos da Bíblia

O Cordeiro que cumpriu as Escrituras

Não se sabe exatamente se ao designar Jesus como “Cordeiro de Deus”, João Batista tinha mente o cordeiro pascal, o cordeiro da oferta diária ou mesmo o cordeiro da profecia de Isaías. Na verdade nem é necessário fazer qualquer distinção acerca disso. Cristo é o Antítipo para o qual todos eles apontavam.

Isso indica que todos os cordeiros que foram sacrificados serviam apenas como algo temporário. O objetivo deles era apontar para Cristo e seu sacrifício, como a solução perfeita e definitiva providenciada por Deus para expiar o pecado de seu povo.

É por isso que o apóstolo Pedro fala de Cristo como sendo o Cordeiro conhecido antes da fundação do mundo (1 Pedro 1:19,20). O evangelista Filipe, ao explicar as Escrituras ao eunuco etíope, entendeu que o Cordeiro da qual falou Isaías é o Cristo, o Cordeiro de Deus (Atos 8:32-35).

O apóstolo Paulo também falou de Cristo como sendo o Cordeiro pascal que foi sacrificado (1 Coríntios 5:7). O paralelo entre o cordeiro da Páscoa e Cristo como o Cordeiro Deus, realmente é muito grande. Assim como o cordeiro pascal não podia ter nenhum de seus ossos quebrados, o Cordeiro de Deus também não poderia. Cristo, em seu sacrifício, teve todos os seus ossos preservados para que se cumprissem as Escrituras (João 19:36; cf. Salmos 34:20).

O que significa “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”?

É importante entender que a frase “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” não significa um tipo de universalismo. A ideia de que Cristo tirou o pecado do mundo inteiro, e por isso todos serão salvos no final, é estranha ao texto bíblico.

Apesar de haver poder suficiente em seu sacrifício para tal coisa, definitivamente não é isso que a Bíblia ensina. Na verdade, no próprio Evangelho de João existem várias referências que refutam essa ideia (João 1:12,13; 10:11,27,28; 17:9; 11:50-52).

Para entender melhor o significado da sentença “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, podemos recorrer também ao livro do Apocalipse.  Em nenhum outro livro da Bíblia Cristo é designado tão frequentemente como “o Cordeiro”. O livro do Apocalipse diz pelo menos 28 vezes que Cristo é o Cordeiro de Deus.

Se em outras referências Cristo aparece geralmente como o Cordeiro que sofre, no Apocalipse Ele aparece especialmente como o Cordeiro exaltado e vitorioso. Assim, Cristo é o Cordeiro de Deus que se ofereceu a si mesmo como sacrifício propiciatório pelo seu povo. Ele venceu a morte e é o único capaz de abrir o livro selado com sete selos (Apocalipse 5:2-5).

Com seu próprio sangue, Ele comprou homens de toda tribo, língua, povo e nação. Estes redimidos foram constituídos reis e sacerdotes de Deus e reinarão com Ele (Apocalipse 5:8-10). Sem dúvida esse é o significado correto de quando se diz que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Esse “mundo” não significa cada pessoa em particular, mas pessoas espalhadas em todos os povos, tribos, línguas e nações.

Portanto, quando João Batista apresenta Cristo como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, ele não está afirmando que o mundo inteiro terá seu pecado expiado pelo Cordeiro de Deus. Ele simplesmente está dizendo que o Filho de Deus não veio para tirar o pecado de uma nação em particular, como por exemplo, os judeus.

O Cordeiro que trouxe a salvação

Em Cristo, não há mais qualquer distinção. A porta da salvação está aberta em todas as direções. O Cordeiro de Deus veio tirar o pecado de seres humanos que estão espalhados por todo o mundo, a fim de reuni-los como filhos de Deus num só povo (João 11:51,52).

É por isso que Jesus é o Cordeiro de Deus que possui o Livro da Vida (Apocalipse 13:8). Nesse livro está registrado o nome de todos aqueles que o Cordeiro resgatou com seu próprio sangue. Por outro lado, a ira de Deus será derramada sobre aqueles que não forem achados escritos nesse livro. A justiça Divina exige a punição do pecado!

Assim, os redimidos têm seus pecados punidos na pessoa do Cordeiro de Deus. Já os ímpios, inevitavelmente têm seus pecados punidos no lago de fogo (Apocalipse 20:15).

4 comentários em “Por Que Jesus é o Cordeiro de Deus que Tira o Pecado do Mundo?”

  1. Parabéns!

    Publicações maravilhosas e totalmente baseada na bíblia, a própria verdade.

    Que Deus em Cristo Jesus vos abençoe grandemente!

  2. “Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.” (Isaías 53 : 7)
    acredito que toda a informação a respeito do simbolismo do CORDEIRO (comparado a Jesus)está no versículo acima, Isaias previu que Ele se calaria como um cordeiro frente aos maus tratos sofrido pelos judeus que o crucificaram, os romanos só atenderam o pedido dos Judeus e Jesus se calou perante eles(Judeus), porque o verdadeiro conhecimento do evangelho(que se trata do Reino de Deus na terra) foi passado apenas aos apóstolos que eram seus escolhidos e eleitos.
    “E ele disse-lhes: A vós vos é dado saber os mistérios do reino de Deus, mas aos que estão de fora todas estas coisas se dizem por parábolas,” (Marcos 4 : 11)
    “Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo.” (Colossenses 4 : 5)
    “Para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma.” (I Tessalonicenses 4 : 12)

  3. O cordeiro de Abrão e Isaque
    O cordeiro da saída do Egito – Sacrifício da Páscoa
    O cordeiro dos Judeus por milênios
    O cordeiro que João Batista apontou, testemunhou e batizou: Jesus Cristo – O CORDEIRO DE DEUS…
    O CORDEIRO DE DEUS QUE ME PERDOOU, ME SALVOU, ME FEZ SEU FILHO E IRMÃO.
    QUE DEUS É ESSE?!!! ELE ME AMOU E ME ENSINA CADA DIA A AMA-LO MAIS AINDA. A MAIOR MARAVILHA
    DO UNIVERSO E DE TODA ETERNIDADE. OBRIGADO PAPAI, MEU PAI E DEUS PAI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close