O Que é Ser Um Escravo de Cristo?

Ser escravo de Cristo significa pertencer a Ele. Ser escravo de Cristo é estar completamente submetido ao seu domínio; é ser plenamente obediente à sua vontade. Mas algumas pessoas não entendem o que é ser um escravo de Cristo. Na verdade muita gente até se ofende com a expressão “escravo de Cristo” e tenta negá-la usando até mesmo a própria Bíblia.

O principal argumento de quem não aceita a ideia de que somos escravos de Cristo é o fato de que a Bíblia ensina que somos livres justamente em Cristo. Essas pessoas também alegam que a Bíblia diz que somos filhos de Deus. Inclusive, o próprio Jesus diz que não nos chama de servos, mas de amigos (João 15:15).

Ao contrário do que alguém possa pensar, não há qualquer contradição bíblica na conciliação das afirmações de que somos escravos de Cristo e ao mesmo tempo filhos de Deus e chamados de amigos por Jesus. É necessário apenas que consideremos corretamente esses conceitos em seus contextos à luz da Palavra de Deus.

A Bíblia diz que os crentes são escravos de Cristo

Não há como negar que a Bíblia realmente afirma que somos escravos de Cristo. Os apóstolos e escritores bíblicos não tiveram nenhuma dificuldade em dizer que eram escravos do Senhor Jesus.

O apóstolo Pedro inicia sua segunda epístola declarando ser servo e apóstolo de Jesus Cristo (2 Pedro 1:1). Os dois irmãos de Jesus, Tiago e Judas, também abriram suas epístolas dizendo que eram servos de Deus e do Senhor Jesus Cristo (Tiago 1:1; Judas 1:1). Alguém pode até dizer que eles falaram que eram servos e não escravos de Jesus Cristo.

Mas acontece que a palavra portuguesa “servo” traduz o termo grego doulos usado por eles no original, cujo significado é “escravo”. Então quando os escritores bíblicos dizem que eram servos de Cristo, eles literalmente estão dizendo que são escravos de Cristo.

Sem dúvida é o apóstolo Paulo quem mais usa essa expressão no Novo Testamento. Assim como Pedro, Tiago e Judas, ele também se coloca como um servo de Cristo, isto é, um escravo d’Ele. Especialmente em sua Carta aos Romanos, Paulo trabalha muito bem esse conceito, sobretudo no capítulo 6. Sem qualquer cerimônia ele diz que os crentes se tornaram escravos de Deus ao serem libertos da escravidão do pecado (Romanos 6:22).

São realmente muito frequentes as vezes em que o apóstolo Paulo fala do “ser cristão” como um estado de total abnegação e inteira dedicação ao serviço de Deus e à causa do Evangelho. Por exemplo: ele diz aos crentes de Éfeso (alguns dos quais eram literalmente escravos na época) que eles deviam levar uma vida cristã prática como escravos de Cristo, “fazendo de coração a vontade de Deus” (Efésios 6:6).

Por que somos escravos de Cristo?

Quando os escritos bíblicos empregaram a expressão “escravos de Cristo” eles não estavam inventando um tipo de relacionamento novo e depreciativo entre Cristo e seu povo. Na verdade eles estavam colocando nessa expressão o genuíno ensino da Palavra de Deus.

Foi o próprio Senhor quem indicou demandas radicais aos seus seguidores. Ele disse que ser contado entre seus discípulos não significa simplesmente ser um simpatizante de sua mensagem ou meramente confessar ser seu seguidor. Para segui-lo verdadeiramente é necessário que cada um negue-se a si mesmo e tome a sua cruz (Lucas 9:23).

Isso significa que Jesus demanda dos seus seguidores uma completa abnegação de suas vontades e interesses pessoais; Ele exige de seus discípulos submissão total aos Seus mandamentos; exige que eles estejam prontos a defender a Sua causa neste mundo ainda que isto lhes custe a própria vida.

Obviamente esse tipo de demanda exige uma submissão obediente do mais alto grau; um comprometimento e dedicação sem reservas. Além do mais, a base para nossa obediência total como escravos de Cristo é o próprio exemplo d’Ele. Humildemente Ele se se esvaziou a si mesmo, tomando a forma de servo (Filipenses 1:1-11).

Consequentemente, incluído no significado de ser escravo de Cristo está também o fato de que os redimidos são chamados a participar dos sofrimentos e da humilhação do Filho de Deus (Romanos 8:17). Somos escravos de Cristo porque fomos comprados por Ele.

Receber Estudos da Bíblia

Irmãos, amigos e escravos de Cristo

Contudo, os salvos não são qualquer tipo de escravos. Eles são os únicos escravos que realmente podem ouvir de forma verdadeira d’Aquele que os comprou que eles são seus amigos (João 15:14-16). Ainda mais, o escritor de Hebreus diz que Jesus não se envergonha de chamar os crentes de seus irmãos (Hebreus 2:11; cf. Romanos 8:29).

Mas o fato de Jesus chamar seus seguidores de amigos e irmãos não significa que eles não lhe devem obediência e compromisso total. Aqui vale lembrar que Jesus completou a frase “vós sois meus amigos” dizendo “se fazeis o que eu vos mando” (João 15:14). Na sequência, o próprio Jesus faz uma analogia que coloca seus amigos também como seus servos, que inclusive são perseguidos por causa dele (João 15:20,21).

Portanto, todo aquele que ama verdadeiramente ao Senhor Jesus e é chamado por Ele de amigo e irmão, fica feliz e muito grato pelo privilégio de poder ser seu escravo. Ser escravo é pertencer a alguém; é ter todo o seu modo de vida determinado por um senhor e depender dele para a própria subsistência.

Então ser escravo de Cristo é reconhecê-lo como Senhor e Salvador; é ser tão dependente d’Ele a ponto de declarar: “já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gálatas 2:20). Tamanha é essa dependência que a Bíblia diz que os salvos tem a mente de Cristo (1 Coríntios 2:16); tão profunda é essa união que em Cristo os crentes foram feitos filhos de Deus (Gálatas 4:5; Efésios 1:4-6). Por isso aqueles que foram comprados na cruz não se sentem ofendidos em dizer: Somos escravos de Cristo! Para estes, a verdadeira liberdade é servir a Jesus.

1 comentário em “O Que é Ser Um Escravo de Cristo?”

  1. Estudo maravilhoso e de fácil compreensão tenho aprendido muito principalmente como você explica, e quero continuar sendo escravo de Jesus que é um privilégio! Deus abençoe você e continue lhe usando para honra e glória do nome d’Ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close