Examinais as Escrituras – Estudo Sobre João 5:39

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam”. Essa frase de Jesus registrada em João 5:39 é uma das mais conhecidas entre os cristãos. No entanto, algumas pessoas encontram certa dificuldade em compreender o que Jesus realmente estava dizendo nessa passagem.

A discussão ocorre porque em algumas traduções bíblicas a frase começa com o verbo no imperativo, ficando então “Examinai as Escrituras”. Realmente essa é a aplicação mais popular dessa frase de Jesus, sendo comum na Igreja Cristã desde os primeiros séculos. Porém, isso não implica que ela seja necessariamente a mais correta.

Qual o significado do “Examinais as Escrituras”?

A palavra “examinais” traduz o verbo grego ereunao. Esse verbo pode ser traduzido e lido corretamente tanto como um imperativo como um indicativo. A questão é que essa variação pode mudar completamente o significado da frase.

Caso seja lido como um imperativo, examinai as Escrituras, então temos aqui em João 5:39 uma ordem dada por Jesus. Por outro lado se for lido no indicativo, examinais as Escrituras, então o que temos na verdade é uma crítica feita pelo nosso Senhor.

Para entendermos a melhor forma a qual devemos interpretar essa frase, basta recorrermos ao contexto em que ela aparece.

Examinais as Escrituras: o contexto de João 5:39

Quando encontramos um versículo que oferece alguma dificuldade na interpretação, este deve ser analisado à luz de seu contexto ou mesmo de passagens correlatas que clareiam nosso entendimento.

Essa passagem está no capítulo 5 do Evangelho de João. Nesse capítulo, o apóstolo registrou as ações de Jesus em Jerusalém, após ter estado na Galiléia (Jo 4:46-54). João nos informa que havia uma festa dos judeus e Jesus foi até Jerusalém.

Já em Jerusalém, o evangelista registrou o milagre de Jesus no tanque de Betesda (Jo 5:1-18), seu ensinamento sobre sua missão e a forma com que Ele confrontou a reação das pessoas.

Jesus falou sobre o sábado e sobre o Pai, no sentido de debater com os judeus a respeito de sua relação com Deus e com o sábado. Entre os versículos 16 e 47, facilmente podemos perceber que Jesus demonstra que se eles realmente soubessem quem Ele era, de modo algum fariam qualquer objeção sobre seus atos.

Mais precisamente a partir do versículo 31, Jesus menciona o testemunho de João Batista, Suas próprias obras, Deus o Pai e as Escrituras, como testemunhos que comprovam a veracidade de Suas afirmações e a legitimidade de Seu ministério.

No entanto, os religiosos da época ignoravam todos esses sinais, e rejeitavam o Messias que havia sido anunciado e que estava bem ali diante deles. No versículo 38, Jesus declara basicamente que aquelas pessoas tinham a Palavra, mas não a possuíam no coração. Obviamente essa foi uma crítica bastante clara que continuou no versículo seguinte onde nosso Senhor disse: “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam”.

Qual é a interpretação correta para a expressão “Examinais as Escrituras”?

Creio que já esteja bem claro que a melhor interpretação para a sentença “Examinais as Escrituras” é aplicar o verbo “examinar” no indicativo presente, de ação contínua.

Considerando o versículo 38 conforme citamos acima, após Jesus ter denunciado os religiosos por eles não terem de fato a Palavra de Deus no coração, no versículo 39 Ele acusa aquelas pessoas de examinarem as Escrituras, mas não encontrarem o Cristo nelas.

Além do mais, caso o verbo estivesse no imperativo, a frase então estaria construída de uma forma bastante estranha, ou seja, a sequencia da frase diz: “porque vós cuidais ter nelas a vida eterna”. Isso não se harmoniza com uma ordem precedente. Caso realmente Jesus estivesse dando uma ordem, a sequencia da frase naturalmente deveria ser: “porque vocês obterão nelas a vida eterna”.

Os versículos que seguem João 5:39 também apontam nitidamente para essa conclusão. Podemos notar neles que Jesus não estava repreendendo seus oponentes porque eles não examinavam as Escrituras, ao contrário, Ele estava dizendo que apesar de eles possuírem as Escrituras, especialmente os livros de Moisés, e estabelecerem sua esperança no que liam e examinavam, eles falhavam em não perceber que as Escrituras apontavam para Ele, o Filho de Deus.

Assim, eles achavam seriam beneficiados pelo fato de examinarem as Escrituras, mas na verdade elas testificavam contra eles por causa da falha que estavam cometendo. Aqui é importante saber que Jesus não questionou o fato de que o Antigo Testamento ensina a vida eterna (2Tm 3:15), na verdade os judeus estavam certos por pensarem assim, mas o que Jesus contesta é que eles não conseguiam vê-lo revelado nas Escrituras, por isso Ele complementa “são elas que de mim testificam”.

Portanto, quando Jesus disse “Examinais as Escrituras porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam”, Ele basicamente estava dizendo que são inúteis os esforços daqueles que se recusam a ver o Cristo revelado nas Escrituras, no sentido de que aqueles que falham em perceber essa sublime verdade encontram nelas sua própria condenação.

É por isso que o “Examinais as Escrituras” está diretamente ligado à declaração do versículo 40 onde simplesmente lemos: “Vocês não querem vir a mim para terem vida”. Com isto, Jesus estava dizendo que por causa da dureza do coração deles, eles acabaram rejeitando o Filho de Deus de um modo terrível, e a situação era ainda mais desastrosa porque eles examinavam as Escrituras, achando ter nelas a vida eterna, porém a negavam completamente ao não reconhecerem que Jesus é o Messias que haveria de vir.

Aplicativo de Estudo Bíblico

Você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Alberto de Souza Silva O usuário diz

    A Paz do Senhor Jesus irmão. Deus possa abençoar sua vida e seu ministério. Tenho aprendido muito com esses estudos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.