O Que Significa Que Josué Orou e o Sol Parou?

A Bíblia diz que Josué orou e o sol parou no céu por quase um dia inteiro (Josué 10:13). Esse testemunho aponta para o poder inatingível de Deus que está além dos limites conhecidos pelo homem, e por isso foge à sua compreensão.

Mas essa passagem bíblica também é alvo de pessoas que tentam polemizar algumas narrativas da Bíblia com o objetivo de desacreditar a Palavra de Deus. Isso quer dizer que geralmente a informação bíblica de que Josué orou e o sol parou, é usada por algumas pessoas para indicar um suposto erro no texto bíblico ao expressar uma informação sem precisão cientifica.

Mas é claro que quem pensa dessa forma desconhece o verdadeiro caráter da Palavra de Deus que é infalível e inerrante. Não é um problema para a veracidade da Bíblia o fato de ela afirmar que Josué orou e o sol parou. Isso porque ao mesmo tempo em que a Bíblia é um livro divino — ela foi inspirada pelo Espírito de Deus —, ela é também um livro humano, já que ela foi escrita por homens.

E nesse processo de produção da Escritura, a revelação de Deus foi ajustada à linguagem humana. Em outras palavras, o Deus transcendente falou na língua dos homens, para que estes pudessem compreender sua revelação. Por isso na Bíblia é comum encontrarmos diferentes gêneros literários, diversos padrões de escrita, bem como uso de vários recursos de linguagem.

E uma das características textuais da Bíblia, é que ela não usa a linguagem cientifica, mas usa a linguagem do observador. A passagem em que Josué orou e o sol parou, claramente foi escrita considerando esse princípio. Vamos entender melhor.

Quando Josué orou e o sol parou?

O texto bíblico que narra o episódio em que Josué orou e o sol parou, apresenta o contexto de uma guerra essencial para os israelitas. O povo de Israel estava em plena campanha da conquista da Terra Prometida.

Em Canaã havia uma cidade importante chamada Gibeão. O povo dessa cidade ficou com medo de ser derrotado por Israel. Então os gibeonitas enganaram os israelitas e conseguiram firmar uma aliança com eles.

Mas a aliança entre os gibeonitas e os israelitas causou revolta nos amorreus, que consideraram a atitude dos gibeonitas uma traição. Por isso o rei de Jerusalém, que naquele tempo era uma cidade dos amorreus, formou uma coalisão para atacar Gibeão. A coalisão formada por cinco reis amorreus acabou cercando Gibeão, e foi aí que os gibeonitas pediram ajuda ao exército israelita.

O exército de Israel estava a pouco mais de trinta quilômetros de Gibeão, mas mesmo assim resolveu socorrer aquele povo; já que havia uma aliança válida entre eles. A situação era complicada, porque a coalisão dos amorreus era realmente muito poderosa. Mas Deus falou com Josué e lhe garantiu que não havia nada a temer, pois Ele daria a vitória a Israel.

E foi exatamente isso o que aconteceu. O texto bíblico mostra claramente que o Senhor interviu diretamente naquela batalha. Primeiro, Ele pôs os amorreus em confusão diante de Israel. Depois, Deus usou os israelitas para impor uma grande matança aos exércitos amorreus, de modo que embora eles tivessem tentado fugir, foram perseguidos e destruídos.

Inclusive, enquanto os exércitos dos amorreus fugiam dos israelitas, Deus fez cair sobre eles uma chuva de grandes pedras. Esse já foi um grande milagre, pois além de Deus ter feito cair pedras do céu, essas pedras acertaram justamente os amorreus. Então em seguida o texto registra um milagre maior ainda. Josué orou e o sol parou sobre Gibeão, e a lua se deteve sobre o vale de Aijalom, até que o povo de Israel se vingou de seus inimigos (Josué 10:12-15).

Por que Josué orou e o sol parou?

O contexto do relato bíblico indica claramente por que Josué orou e o sol parou. A guerra que estava sendo travada era muito importante. Os exércitos da coalisão inimiga eram muito poderosos. Isso significa que aquela batalha foi muito longa, de modo que provavelmente o fim do dia estava se aproximando e a guerra ainda não tinha acabado.

O problema é que se a noite viesse, a guerra teria de ser interrompida, pois os inimigos conseguiriam fugir e se reorganizar. Obviamente isso não seria bom para os israelitas. Deus estava entregando os inimigos nas mãos de Israel, e a vitória precisava ser completa. A coalisão dos amorreus tinha de ser liquidada.

Por isso Josué, numa atitude extraordinária de fé, pediu ao Senhor algo impossível. Ele pediu mais tempo para a batalha, e isso só poderia acontecer se o dia fosse prolongado. O texto bíblico diz que Josué orou ao Senhor, e diante da presença dos israelitas, falou: “Sol, detém-te em Gibeão, e tu, lua, no vale de Aijalom” (Josué 10:12).

Embora essas palavras retóricas foram dirigidas ao sol e à lua, na verdade elas consistiam essencialmente numa oração ao Senhor. E o resultado da oração foi: “E o sol se deteve, e a lua parou até que o povo se vingou de seus inimigos” (Josué 10:13). Inclusive, na sequência o texto bíblico diz que esse acontecimento miraculoso também foi registrado no Livro de Jasar.

Como o sol parou?

O texto bíblico não se propõe a explicar como o sol parou depois da oração de Josué, mas apenas afirma que isso aconteceu. Então muitas explicações já foram sugeridas para esse acontecimento.

Algumas pessoas falam que a ideia de que o sol parou até que o exército de Israel saísse vitorioso da guerra, é apenas uma forma poética de registrar uma grande vitória. É como se o autor bíblico estivesse dizendo que naquele único dia o exército de Israel fez o trabalho de dois dias.

Outras pessoas se apoiam numa tradução absolutamente improvável do texto hebraico, para defender que na verdade o que aconteceu foi uma diminuição do brilho do sol, num tipo de eclipse.

E, por fim, há ainda aqueles que defendem que o texto bíblico diz o que, de fato, aconteceu. Em outras palavras, o dia foi esticado porque algo extraordinário aconteceu; e segundo o texto bíblico, o que aconteceu foi que o sol e a lua pararam até que Israel vencesse a batalha.

Mas será que a Bíblia errou ao dizer que o sol parou? Atualmente temos um conhecimento apurado sobre os movimentos dos corpos celestes. Sabemos, por exemplo, sobre o movimento da terra em torno do seu eixo e em torno do sol. Nos tempos bíblicos, obviamente os homens não tinham esse conhecimento, e isso incluía também os escritores bíblicos.

A inspiração divina não conferia aos autores bíblicos que serviram como agentes da revelação divina, o conhecimento pleno acerca de todos fenômenos naturais. Então eles acomodaram o registro da revelação especial de Deus dentro dos padrões de conhecimento acerca do mundo que estava disponível a eles naquele tempo.

Mas o fato de o texto bíblico dizer que o sol parou, não representa qualquer erro ou imprecisão cientifica por parte da Bíblia. Aqui temos de lembrar que a Bíblia usa a linguagem do observador. O referencial geográfico de quem escreveu o texto bíblico era a Terra. E realmente do ponto de vista do observador que está na Terra, é o sol que se move. Ainda hoje falamos que o sol nasce e se põe.

Receber Estudos da Bíblia

Ao falar que o sol parou, a Bíblia revela um milagre ainda maior

Como foi explicado, do ponto de vista de quem observou o fenômeno da Terra, o texto bíblico traz a descrição exata do que aconteceu, ou seja, Josué orou e o que foi visto da Terra foi que o sol e a lua pararam.

Mas se o referencial geográfico de quem escreveu o texto bíblico fosse fora da Terra, então ele teria observado algo diferente. Provavelmente ele teria presenciado uma alteração não apenas no movimento de rotação da Terra, mas no movimento de todo o sistema solar.

Se fossemos ainda mais longe, e o referencial geográfico de quem escreveu o texto bíblico dizendo que o sol parou fosse fora do sistema solar, essa pessoa teria visto uma alteração do movimento de todo o nosso sistema ao redor do centro da Via Láctea. E nossa galáxia, por sua vez, também se movimenta.

Isso significa que o que aconteceu no dia em que Josué orou e o sol parou, não foi simplesmente uma interrupção do movimento da Terra girando em seu eixo. O que aconteceu foi que Deus fez o universo inteiro parar.

Mas alguém pode dizer que isso seria impossível. A Terra gira em torno do seu eixo numa velocidade acima de 1.600 quilômetros por hora. Além disso, a Terra se movimenta em torno do sol numa velocidade de aproximadamente 108.000 quilômetros por hora. O sol orbita o centro da nossa galáxia a quase 900.000 quilômetros por hora. E a nossa galáxia se movimenta pelo espaço numa velocidade de mais de 2 milhões de quilômetros por hora.

Qualquer paralização desse sistema causaria não apenas a extinção em massa de tudo o que há na terra, mas um colapso universal. Então sim, o texto bíblico descreve algo impossível. E é por isso que o texto fala que esse acontecimento foi obra de Deus. Ninguém poderia fazer isso além d’Ele. Josué orou e o sol parou porque Deus atendeu a oração de Josué.

A questão não é se o sol parou, mas se Deus existe

Algumas pessoas dizem que Deus não paralisou o universo, mas apenas encontrou uma forma de controlar a refração da luz na terra sem modificar os movimentos dos corpos celestes. Mas seja como for, se cremos que Deus existe e é o Criador de todas as coisas, então também faz sentido crermos que Ele sabe como manipular a obra que Ele mesmo criou, e suspender as leis que Ele mesmo estabeleceu.

A Bíblia diz que não há coisa alguma que seja difícil para Deus (Jeremias 32:17,27). Também diz que o dia e a noite pertencem a Ele (Salmos 74:16). Então as pessoas que duvidam do texto bíblico que diz que Josué orou e o sol parou, necessariamente também duvidam da existência de Deus. Mas se Deus existe, então absolutamente todos os milagres registrados na Bíblia são possíveis para Ele.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar