Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina

Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina é o tema da lição 12 das Lições Bíblicas CPAD do 1º trimestre de 2017 para a Escola Bíblica Dominical. Neste estudo da Bíblia falaremos sobre o amor como uma das virtudes produzidas pelo Espírito Santo na vida do cristão.

Texto Áureo: Romanos 13:8

Leitura Bíblica em Classe: Romanos 12:8-14

Introdução – Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina

Lições Bíblicas 1º Trimestre de 2017 – Escola Bíblica Dominical

O Amor é a primeira virtude que compõe o fruto do Espírito citada pelo apóstolo Paulo (Gl 5:22). Em outra ocasião, quando escreveu aos irmãos de Corinto, o mesmo apóstolo ressaltou a supremacia do amor, e fez uma grande exposição sobre sua importância na vida dos cristãos (1Co 13).

Receber Estudos da Bíblia

I- A Singularidade do Amor Ágape – Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina

O idioma grego possui palavras diferentes para se referir ao amor, e dentre elas existem três principais: agape, philos e eros. Essas palavras designam formas distintas de amor.

O termo eros pode ser aplicado ao amor apaixonado, o amor entre um casal, que geralmente transmite ideia de sensualidade e desejo. Já o termo philos refere-se ao amor profundo entre amigos e familiares.

Finalmente o termo agape é aplicado de forma cristã para se referir ao amor que é puro, genuíno e incansável. Enquanto os outros tipos de amor são condicionais, o amor ágape não se baseia em condições, pois ele não busca seus próprios interesses.

Essa palavra é a mais utilizada em todo o Novo Testamento para se referir ao amor, e inclui: o amor de Deus, o amor a Deus e o amor ao próximo. Entenda melhor o que é o amor ágape.

Esse tipo de amor tem origem no próprio Deus. O apóstolo João declarou que “Deus é amor” (1Jo 4:8). Com isso entendemos que o amor é um dos atributos de Deus. Deus possui atributos incomunicáveis e atributos comunicáveis.

O primeiro grupo refere-se aqueles atributos que Ele não compartilha com ninguém, isto é, são exclusivos d’Ele. Já o segundo grupo é exatamente o contrário. O amor pertence a esse segundo grupo, pois foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado (Rm 5:5).

II- Amar a Deus e ao Próximo – Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina

Do Antigo ao Novo Testamento a Palavra de Deus nos adverte que devemos amar a Deus acima de todas as coisas e de todo coração (Êx 20:1-17; Dt 6:5-9; Sl 18:1; 116:1; Mc 12:30; cf. Mt 6:24; 10:37-39; Lc 9:57-62; 14:26,27), numa resposta de total entrega e gratidão à sua grandiosa misericórdia.

Fundamentado no amor de Deus para conosco, e no nosso amor para com Ele, o amor ao próximo também é exigido. Nosso Senhor Jesus foi bastante claro ao ensinar sobre a importância do amor ao próximo (Mt 22:39), dizendo que temos n’Ele nosso maior exemplo, isto é, devemos amar uns aos outros como Ele nos amou, e esse amor é um sinal infalível de que somos verdadeiramente seus seguidores (Jo 13:34,35).

O apóstolo João relaciona o amor ao próximo como uma evidência de nossa regeneração e filiação em Deus (1Jo 3:14; 4:7). O apóstolo também adverte que esse amor deve ser expresso através de ações (1Jo 3:17,18).

Esse amor não é um sentimento condicional, mas um amor abnegado que somente podemos exercer através da ação do Espírito Santo em nossas vidas. Entendemos isso quando nos deparamos com a ordem de que esse amor deve incluir todos os homens, inclusive os nossos inimigos (Mt 5:44; Gl 6:10). Assim, quando o Espírito Santo produz em nós o seu fruto certamente somos capacitados a cumprir essa ordem.

III- Sob a Tutela do Amor, Rejeitemos as Obras das Trevas – Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina

Não há como possuir o amor de Deus em nossas vidas e continuarmos na prática das pecaminosas obras da carne. Se alguém continua praticando deliberadamente o pecado é porque nunca conheceu a Deus, nunca foi regenerado, e não possui o Seu amor (1Jo 3).

O apóstolo Paulo em sua Carta aos Romanos escreveu que “quem ama a seu próximo tem cumprido a lei” (Rm 13:8). Com isso nós entendemos que o amor nos leva a submissão e obediência à vontade do Senhor.

Sabemos que a Lei não salva ninguém (Rm 8:3), mas quando somos justificados pela fé em Cristo Jesus e capacitados pelo Espírito Santo, com grande gratidão desejamos fazer o que Deus quer que façamos, e isso obviamente inclui os mandamentos de Deus conforme expressos resumidamente em Levítico 19:18, e nas próprias palavras de Jesus (Mt 22:39; Mc 12:31; Lc 10:27).

Quando possuímos o amor de Deus em nossas vidas sentimos prazer em cumprir sua vontade, bem como refletir e demonstrar esse amor para com as outras pessoas. Porque possuímos o amor de Deus nós O amamos sobre todas as coisas e amamos o nosso próximo como a nós mesmos, de modo que não adulteramos, não matamos, não furtamos, não cobiçamos e não praticamos qualquer outro vício pecaminoso.

Conclusão – Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina

O amor que o verdadeiro cristão desfruta não tem origem em si mesmo, mas provém do próprio Deus e é gerado pelo Espírito Santo na vida de todo aquele que foi feito nova criatura. Assim, o cristão é capaz de expressar esse amor tão singular, tanto para com Deus como para com o próximo, através de atitudes e obras (1Jo 3:17,18).

Quando o amor se faz presente, naturalmente as outras virtudes do fruto do Espírito serão percebidas, como a alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e temperança. Assim, realmente quem ama cumpre plenamente a Lei divina.

Escola Dominical – Lições Bíblicas 1º Trimestre 2017: As Obras da Carne e o Fruto do Espírito – Como o Crente Pode Vencer a Verdadeira Batalha Espiritual Travada Diariamente EBD CPAD | Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina.

Tag
Artigos relacionados

1 comentário em “Lição 12: Quem Ama Cumpre Plenamente a Lei Divina”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close