Estudo Bíblico Sobre a Provisão de Deus

A provisão de Deus ao longo da história está claramente registrada nas Escrituras. Um estudo bíblico sobre a provisão de Deus revela como o Senhor age em diferentes aspectos no cumprimento de seus propósitos.

A provisão de Deus é vista deste a solução para o problema do pecado até o relacionamento pessoal entre o Senhor e o seu povo escolhido. Nesse último sentido, são vários os exemplos bíblicos que mostram o Deus da provisão amparando o seu povo em tempos difíceis.

A provisão de Deus num mundo caído

Após a Queda do homem, o mundo se tornou caótico. O pecado tornou tudo aquilo que era perfeito em algo completamente desordenado, depravado e caído. Mas isso não apanhou o Criador de surpresa. Ainda na eternidade o Deus da provisão providenciou uma solução para o problema do pecado.

O apóstolo Paulo fala sobre a provisão de Deus no plano de redenção. Ele diz que antes da fundação do mundo Deus, pelo beneplácito de sua vontade, escolheu um povo caído para que fosse redimido de seus pecados e desfrutasse de plena união com o Redentor vivendo diante dele uma vida santa e irrepreensível (Efésios 1:4). Cristo é a maior expressão da provisão de Deus em favor do seu povo (João 3:16).

Contudo, o pecado ainda não foi aniquilado deste mundo. É verdade que os redimidos já foram libertos da culpa e do poder do pecado. Mas durante suas vidas terrenas, os crentes ainda estão sujeitos ao pecado e são afligidos por problemas que derivam da desobediência e rebelião do homem e suas ações malignas.

Embora muitas pessoas preguem o povo de Deus pode ter tudo o que desejar e determinar, a verdade bíblica é completamente diferente. Neste estudo bíblico, veremos que a Palavra de Deus não nos garante bens e prosperidade nesta terra, mas nos ensina que podemos suportar tempos difíceis confiando na provisão de Deus.

A provisão de Deus ao longo da História

Passar por crises e dificuldades não são coisas que somente nós, cristãos do século 21, passamos. Grandes homens de Deus ao longo da História passaram por momentos terríveis. Na própria Bíblia podemos encontrar vários exemplos da provisão de Deus ao longo da História.

No livro do Êxodo, temos o exemplo de como Deus cuidou do povo de Israel durante quarenta anos em pleno deserto (Êxodo 16). Também na história do profeta Elias, aprendemos muito sobre o cuidado providencial de Deus para com os Seus.

É claro que não devemos esperar que Deus envie maná do céu como fez com o povo de Israel; nem mesmo corvos ou anjos para nos alimentar como aconteceu com Elias. Isso, no entanto, não significa que duvidamos do poder e da provisão de Deus ou que Ele tenha mudado.

Deus imutável, mas não é estático. Ele age de maneira diferente e específica ao longo da História conforme seu propósito eterno. É importantíssimo entender esse princípio. Isso porque às vezes é muito comum ver pessoas esperando um grande evento sobrenatural como sinal da provisão de Deus. Mas essas mesmas pessoas deixam de perceber a manifestação da providencia divina em coisas que elas julgam ser pequenas, simples e comuns.

A provisão de Deus em tempos difíceis

Apesar de o mundo buscar a qualquer custo uma condição de estabilidade, a verdade é que sempre haverá crises e tempos difíceis. O desejo pelo prazer domina as ações do homem, o afastando cada vez mais dos princípios da Palavra de Deus.

A depravação da nossa sociedade está cada vez mais acentuada. O homem se acha o centro do mundo; a ética e a moral são discutidas sob a ótica do relativismo. Como resultado disso, cada vez mais a humanidade ignora os mandamentos do Senhor.

Algumas pessoas ainda esperam uma melhora deste mundo. Mas o que podemos perceber é uma piora acentuada a cada dia que se passa. Na verdade, a própria Palavra de Deus não nos anima nesse sentido, ao contrário, ela nos alerta para a verdade de que as coisas ficaram cada vez piores nesta terra.

O apóstolo Paulo, escrevendo a Timóteo, diz que “nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos”. Na sequência ele descreve em detalhes a realidade da sociedade humana deprava. Ele diz que “haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela” (2 Timóteo 3:1-5). Certamente estamos vivendo dias assim; estamos vivendo tempos difíceis.

O sermão escatológico de Jesus também fala exatamente sobre isso (Mateus 24; Marcos 13; Lucas 21). Mas nesse mesmo sermão o Senhor Jesus também destaca que os crentes podem confiar na provisão de Deus em tempos de tribulação.

Receber Estudos da Bíblia

O Deus da provisão cuida do Seu povo

A Bíblia não deixa dúvida acerca da provisão de Deus em favor daqueles que são seus. Na verdade um dos nomes de Deus apontam justamente para a realidade de que Ele é o Deus provedor, isto é, Jeová Jireh (Gênesis 22:13,14). O próprio Jesus fala sobre a provisão de Deus para o seu povo. Ele diz: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33).

Muitas pessoas interpretam essa declaração de Jesus sobre a provisão de Deus de forma completamente equivocada. Tem gente que enxerga nessa declaração um tipo de chave para vitórias e conquistas. Mas uma exposição simples do capítulo 6 do Evangelho de Mateus nos revela que o ensino de Jesus nesse texto é outro.

Durante o texto do capítulo 6 de Mateus, Jesus repreende o comportamento soberbo e orgulhoso. Ele também reprova a hipocrisia e ensina a maneira correta de orarmos ao Pai. A partir do versículo 19, Jesus alerta para o perigo da ganância, e ensina que devemos lançar nossas ansiedades em Deus. Jesus diz que se o Pai cuida dos pássaros do céu e dos lírios do campo, certamente Ele também cuidará do seu povo.

Então no versículo 33 Jesus conclui o seu ensino e aponta a maneira correta que devemos olhar para a provisão de Deus. A expressão “todas essas coisas vos serão acrescentadas“, não significa prosperidade terrena, mas significa que o Deus da provisão garante o suprimento das necessidades básicas do seu povo (Mateus 6:31).

Logo, Jesus não está ensinando que se buscarmos o reino de Deus ficaremos ricos nessa terra. Na verdade Ele está ensinando que a provisão de Deus garante o essencial para nossa sobrevivência (comida, bebida e vestuário). Por mais que sejamos afligidos; por maiores que sejam as tribulações e as provações; sabemos que a provisão de Deus em tempos difíceis acompanhará o Seu povo até a consumação dos séculos.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar