Por Que Jesus Disse “Não vim trazer paz, mas espada”?

“Não vim trazer paz, mas espada” é uma frase dita por Jesus para explicar a verdadeira finalidade de seu ministério messiânico. Jesus disse: “Não pensem que vim trazer paz à terra. Não vim trazer paz, mas espada” (Mateus 10:34). O significado dessa declaração deve ser compreendido à luz de seu contexto.

Jesus usou a expressão “não vim trazer paz, mas espada” durante um discurso instrutivo em que Ele preparou e comissionou os seus discípulos a saírem pelas cidades proclamando a mensagem do reino de Deus (Mateus 10). Ele lhes ensinou sobre como deviam se comportar e o que deviam fazer na execução da importante missão que receberam.

Nessa primeira missão os discípulos deveriam viajar como missionários pelas cidades de Israel. Eles teriam que lidar com as mais diversas e antagônicas reações por parte das pessoas. Alguns iriam recebê-los, mas outros iriam rejeitá-los. Isso significa que eles enfrentariam muitas dificuldades. Isso aconteceria por causa do verdadeiro caráter da obra e do ministério de Cristo. Então foi exatamente nesse contexto que Jesus disse que não veio trazer paz à terra, mas espada.

Não vim trazer paz à terra

A declaração “não vim trazer paz, mas espada” é um dito paradoxal. Por toda a Escritura encontramos o anúncio de que Jesus é o Portador da Paz (Salmo 72:3-7; Lucas 1:79; 2:14; 7:50; João 16:33; 20:19; Romanos 14:17; Efésios 2:14; Colossenses 1:20). O profeta Isaías identifica Cristo como sendo o Príncipe da Paz (Isaías 9:6). O próprio Jesus declara que são bem-aventurados os pacificadores (Mateus 5:9). Então como Ele mesmo poderia dizer que não veio trazer paz?

Os judeus esperavam um tipo de Messias que liderasse uma empreitada de libertação de Israel do julgo estrangeiro. Eles queriam um Messias que instituísse, aqui e agora, um reino terreno de plena paz e prosperidade que levasse Israel à supremacia entre os povos. Isso significa que Eles não compreendiam realmente que tipo de Messias Jesus era e qual o verdadeiro objetivo de sua missão.

Isso explica a expressão “não vim trazer paz”. Ao fazer essa declaração, Jesus estava alertando que Ele não havia vindo trazer o tipo de paz que os judeus esperavam. Em sua primeira vinda, Jesus não veio resolver os problemas terrenos deste mundo, mas veio executar o plano de Deus para a solução do problema do pecado.

Ele não veio trazer paz à terra, mas veio trazer ao coração do pecador redimido a paz com Deus (cf. Mateus 11:29). Por isso Ele diz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não a dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” (João 14:27). O apóstolo Paulo escreve que tendo sido justificados pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo (Romanos 5:1).

Receber Estudos da Bíblia

Mas vim trazer espada

Após dizer que não veio trazer paz à terra, Jesus diz claramente que a consequência de sua vinda é exatamente oposta à ideia de paz terrena. Ele veio trazer espada! Isso não significa que Ele veio incitar a violência; não significa que Ele veio armar seus seguidores para que estes, por meio da força, possam conseguir novos discípulos.

Quando Jesus diz que veio trazer espada, isso significa que sua pessoa e sua mensagem causariam intensas divisões, discussões, debates, discórdias, reações contrárias de ódio e perseguições. Ao mesmo tempo em que Jesus traz paz ao coração daquele que abraça o Evangelho, a vida de seu seguidor neste mundo se torna mais difícil.

Isso implica na verdade de que ser cristão não significa ter uma vida de paz, tranquilidade e prosperidade terrena como os falsos profetas ensinam. Muitas vezes, em alguns aspectos, é exatamente o contrário disso. Os seguidores de Jesus devem esperar a espada. Isso porque a pessoa de Cristo, ao expor o pecado do mundo, causa uma divisão irreparável que resulta em perseguição.

A vinda de Cristo a este mundo o divide em dois, e coloca uma pessoa contra a outra. Essa divisão é tão profunda que muitas vezes à espada trazida por Cristo rompe até mesmo os laços pessoais mais íntimos. Jesus aplica uma profecia do profeta Miqueias e indica que por amor a Ele pessoas seriam perseguidas e desprezadas pelos membros de sua própria casa (Mateus 10:35-37; cf. Miqueias 7:6).

Por fim, a declaração “eu não vim trazer paz, mas espada” está diretamente ligada ao importante aviso de Jesus. Ele diz: “E quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim” (Mateus 10:38). Cristo exige de seus seguidores fidelidade absoluta; Ele exige ser prioridade na vida de seus discípulos que devem estar dispostos a obedecê-lo e identificar-se com Ele até as últimas consequências, se for preciso.

1 comentário em “Por Que Jesus Disse “Não vim trazer paz, mas espada”?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close