Casa / Perguntas e Respostas Bíblicas / O Que é Abominação?

O Que é Abominação?

Abominação é uma palavra utilizada para designar algo repulsivo e repugnante, ou seja, ser abominável significa “ser detestável”, “odioso” ou “execrável”. Esse termo vem do latim abominatio.

Na Bíblia, a palavra “abominação” (ou abominável) é utilizada para traduzir pelo menos doze termos originais hebraicos e gregos, que aparecem aplicados em diversos contextos diferentes com um significado amplo, porém bastante centralizado num sentido principal, conforme veremos a seguir.

Significado de abominação no Antigo Testamento

No Antigo Testamento, alguns termos hebraicos são traduzidos com a palavra abominação. De forma geral, tais termos expressam a ideia de aversão e repugnância diante de comportamentos ofensivos, especialmente com relação a assuntos religiosos.

O termo hebraico to’ebah é o principal para designar o sentido de abominação no Antigo Testamento, tanto referente a praticas religiosas reprováveis, como alimentos impuros, idolatria, casamentos mistos, quanto à imoralidade e a afronta ao sentido ético, como por exemplo, a impiedade.

Um exemplo do uso desse termo pode ser visto na repreensão do Senhor através do ministério do profeta Jeremias, ao dizer que o povo judeu praticava toda sorte de pecados e imoralidades e depois achava que estava livre de qualquer juízo, pois em Jerusalém estava edificado o Templo de Deus, e assim continuavam a praticar tais abominações (Jr 7:7-10).

O verbo ta’ab, “detestar”, “ser abominável”, que inclusive é a raiz do termo to’ebah, também é aplicado de uma forma muito semelhante, apesar de ele possuir um significado mais amplo (Dt 7:26; Sl 107:18).

O hebraico sheqets aparece sendo utilizado especialmente com relação alimentos impuros, tanto para o consumo como para o sacrifício (Lv 11:10-42). Outro termo relacionado a este é o hebraico shiqus, que geralmente é empregado com a finalidade de designar o desprezo à idolatria (Is 66:3; Jr 4:1; Ez 7:20).

Ambos os termos derivam do verbo shaqats, que significa “detestar”, “tornar detestável”, “abominar” ou “considerar vulgar”, e basicamente se refere à reprovação que deveria haver diante de tudo considerado eticamente ou religiosamente errado.

Receber Estudos da Bíblia

Outro termo hebraico traduzido em algumas versões como abominação é a palavra pigguwl, que é utilizada muito raramente para expressar a ideia de “coisa estragada e impura”, como por exemplo, a carne dos sacrifícios deixada por muito tempo conforme Levítico 7:18.

Entendendo então o significado dos termos originais que são traduzidos geralmente como abominação ou abominável, podemos perceber o quanto seu uso é extenso, como por exemplo:

  • O ato de Acaz sacrificar seu próprio filho foi comparado a “abominação dos gentios que também praticavam tal perversidade (2Rs 16:3).
  • Um sacrifício oferecido a Deus com um espírito impróprio e intenções erradas é considerado uma abominação (Pv 15:8; Is 1:13).
  • O uso de magia e adivinhações, os pecados sexuais de toda natureza e uma conduta ética reprovável, como por exemplo, ter “lábios mentirosos” ou ser corrupto, também são práticas designadas como abomináveis (Lv 18:22; Dt 18:9-14; Pv 12:22; 20:23).

Significado de abominação no Novo Testamento

No Novo Testamento o principal termo grego traduzido como “abominação” ou “abominável” é o grego bdelugma, que significa “coisa horrível e detestável”. Esse termo foi aplicado por Jesus quando reprovou o comportamento hipócrita dos fariseus que buscavam justiça própria diante dos homens (Lc 16:15) e também em seu sermão escatológico (Mt 24:15; Mc 13:14).

O apóstolo João também aplicou esse termo no livro do Apocalipse para se referir ao caráter puro da Nova Jerusalém, onde não pode entrar ninguém que pratica coisas abomináveis (Ap 21:27).

Ainda no livro do Apocalipse, o mesmo apóstolo utilizou o termo grego bdelusso, que significa “odioso”, “detestável” ou “abominável”, como um dos adjetivos das pessoas ímpias que serão lançados no lago de fogo e enxofre (Ap 21:8).

O apóstolo Paulo, ao escrever a Tito, utilizou uma palavra correlata, bdeluktos, que significa “abominável”, “detestável”, para designar aqueles que confessam conhecer a Deus, entretanto o negam por suas obras perversas. Estes, o apóstolo chamou de “abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra” (Tt 1:16).

Em sua primeira epístola, o apóstolo Pedro, falando sobre a morte para o pecado e a pureza da vida, exortando os cristãos a não mais viverem segundo as concupiscências carnais, utilizou o termo grego athemitos, que significa “ilícito”, “criminoso” ou “contrário à lei e justiça”, mas que em algumas versões é traduzido como “abominável”.

Significado de “abominável da desolação”

Em seu sermão escatológico, Jesus mencionou a “abominação da desolação” referindo-se uma terrível profanação que serviria como um sinal. Jesus relacionou esse sinal com algo profetizado pelo profeta Daniel.

Na verdade a expressão grega bdelygma tes eremosos, “abominação que causa desolação”, utilizada nessa passagem, é a mesma utilizada pela Septuaginta para traduzir o hebraico shiquts shomem, que significa literalmente algo como “abominação que causa horror”, encontrado em Daniel 9:27 na chamada “profecia das 70 semanas de Daniel“.

O profeta Daniel utilizou outras expressões muito semelhantes em seu livro, como em Daniel 8:13, “transgressão assoladora”, e em Daniel 11:31, “abominação desoladora”.

O significado dessa referência feita por Jesus é bastante discutido entre os estudiosos, existindo diversas interpretações diferentes. A interpretação que parece ser a mais coerente defende que Jesus fez referência a terrível profanação do Templo promovida pelo rei Antíoco IV Epifânio em aproximadamente 165 a.C., como uma tipificação da destruição do Templo pelos romanos que ocorreu posteriormente em 70 d.C., e, finamente, a um provável apontamento para o Anticristo escatológico que surgirá no período final da presente era (cf. 2Ts 2:3-10; Ap 13).

Como pudemos ver, a palavra abominação, bem como o adjetivo abominável, é bastante utilizado nas Escrituras com um sentido bastante amplo, mas geralmente, no Antigo e no Novo Testamento, o significado central permanece o mesmo, designando algo, alguém ou uma prática repugnante.

Sobre Daniel Conegero

Daniel Conegero
Daniel Conegero é o líder do Projeto Estilo Adoração. Começou a pregar a Palavra de Deus com apenas 3 anos de idade. Aos nove anos começou a compor e liderar o louvor na igreja. É professor de Teologia e também da Escola Bíblica Dominical na igreja em que congrega. É formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Além disso, verifique

O que significa Alfa e Ômega

O Que Significa Alfa e Ômega

Alfa e ômega são a primeira e última letras do alfabeto grego (Αα – Ωω). ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *