O Que é a Bíblia Sagrada?

A Bíblia é a Palavra de Deus revelada e registrada em uma coleção de livros escritos durante séculos. A Bíblia também é o livro mais lido no mundo. Porém, ela não é um livro comum. Os leitores da Bíblia precisam saber que ela possui duas naturezas: humana e divina.

A natureza humana da Bíblia significa que ela foi escrita por homens. Já sua natureza divina significa que apesar de ter sido escrita por homens, ela foi inspirada pelo próprio Deus. Assim, ela é a divina Palavra de Deus em todos os sentidos.

O significado da palavra “Bíblia”

A palavra Bíblia significa “livro”, e tem origem grega. É interessante notar que da forma com que esse termo é aplicado, ele transmite um sentido muito especial. Ele indica que entre milhões de livros existentes, apenas um tem importância e autoridade suficiente para ser chamado simplesmente de “O Livro”.

Antes de o termo “Bíblia” ser amplamente utilizado, essa coleção de livros era chamada mais frequentemente de “As Sagradas Escrituras”.

Quando a Bíblia foi escrita e quem a escreveu?

A coleção de livros que formam a Bíblia foi escrita por diversos autores num espaço de tempo que compreende entre 1.500 e 2.000 anos. Provavelmente os primeiros livros que foram escritos datam de aproximadamente 3.500 anos atrás. Já os últimos, foram escritos há cerca de 2.000 anos.

No entanto, a história registrada na Bíblia abrange um período muito maior. Ela recua à data mais remota possível, visto que ela narra a própria criação do mundo. Saiba mais sobre quem foram os autores bíblicos.

Quantos livros formam a Bíblia?

A Bíblia é formada originalmente por 66 livros aceitos como sendo inspirados por Deus. Esses 66 livros correspondem aos 39 livros do Antigo Testamento, e aos 27 livros do Novo Testamento.

Os livros do Antigo Testamento são os livros sagrados dos judeus escritos em hebraico. Apenas alguns pequenos trechos foram escritos em aramaico. Já os livros do Novo Testamento foram aqueles escritos escritos em grego já na era Cristã, depois do ministério de Cristo.

As Bíblias Católica e Ortodoxa possuem uma quantidade diferente de livros em relação à Bíblia Protestante. Isso ocorre porque tais tradições passaram a considerar e incluir ao Antigo Testamento alguns livros e textos que foram inclusos na Septuaginta. Porém, tais livros não aparecem no Canôn original do Antigo Testamento hebraico. Assim como os judeus, a Igreja Reforma não os considerou como inspirados.

No entanto, as Bíblias Católica e Ortodoxa também possuem os 66 livros que formam a Bíblia Protestante. Quanto à tradução dessas Bíblias, não há qualquer diferença realmente significativa.

Receber Estudos da Bíblia

Como os livros bíblicos estão organizados?

O Antigo Testamento conta a história do período antes de Cristo. Já o Novo Testamento registra os acontecimentos a partir do nascimento de Jesus. Os livros do Antigo e do Novo Testamento também são classificados por suas características e assuntos. A classificação é a seguinte:

  • Pentateuco: são os cinco primeiros livros da Bíblia. Eles contam a origem de todas as coisas e a forma com que Deus escolheu para si um povo (de Gênesis a Deuteronômio).
  • Livros Históricos: são os livros que registram, principalmente, a história do povo de Israel. Essa história é contada desde que eles chegaram à Terra Prometida (de Josué a Ester).
  • Livros Poéticos: são os livros que contém poesias e uma coleção de diversos conselhos de sabedoria (de Jó a Cânticos dos Cânticos).
  • Livros de Profecias: registram as mensagens dadas por Deus sobre o futuro de seu povo. Seus escritores foram homens que Ele escolheu como seus porta-vozes na terra (de Isaías a Malaquias).
  • Evangelhos: já no Novo Testamento, esses livros narram a biografia e o ministério de Jesus (de Mateus a João).
  • Livro Histórico do Novo Testamento: apenas um livro pertence a essa categoria: Atos dos Apóstolos. Esse livro registra os primeiros anos da Igreja Cristã. Ele informa em detalhes como o Evangelho foi propagado rapidamente pelo Oriente.
  • Epístolas: são cartas escritas por líderes da Igreja. Esses homens foram levantados por Deus para ensinar a Igreja do Senhor. Essas cartas contêm as doutrinas fundamentais da fé Cristã (da Epístola de Romanos a Epístola de Judas).
  • Livro de Profecia do Novo Testamento: nessa categoria se enquadra apenas o livro do Apocalipse escrito pelo apóstolo João. Esse livro contém uma série de revelações que João recebeu diretamente da parte de Cristo. Essas revelações são primordiais para a Igreja, independentemente de sua época. Saiba mais sobre quais são os livros bíblicos.

O que a Bíblia realmente é?

Muito pode ser dito sobre o que é a Bíblia. Ao longo do tempo, ela teve sua circulação proibida. Ela sofreu diversas tentativas de homens que tentaram destruí-la. Também foi contestada por céticos e desprezada por muitos que acreditaram que seus dias estavam contados.

Muitas pessoas já afirmaram que devido a evolução cientifica, intelectual e tecnológica, chegaria o dia em que a Bíblia não passaria de um simples livro esquecido e sem qualquer valor espiritual. Apesar disso, a Bíblia permanece absoluta como o livro mais lido de todos os tempos. Suas suas características e propósitos continuam intactos. Resumidamente, podemos dizer que a Bíblia é:

1. A Bíblia é a única regra de fé e prática

Apenas a Bíblia Sagrada possui autoridade absoluta para nos revelar o modo com que devemos viver, de forma que possamos nos enquadrar nos preceitos divinos e agradar o nosso Deus. Na Bíblia encontramos a verdadeira sabedoria que molda nosso comportamento e nos conduz em nossas decisões.

Não é necessário ser um teólogo para poder compreender de forma bastante simples e esclarecida os pontos fundamentais da nossa fé. Através de uma leitura natural e atenciosa, qualquer leitor entenderá que o Deus revelado na Bíblia é o único e verdadeiro Deus, criador de todas as coisas. Também entenderá que apenas através de Cristo o homem pode ser salvo. Além disso terá ciência sobre quais são os mandamentos de Deus para que possamos viver uma vida que o agrade.

2. A Bíblia é totalmente inspirada por Deus

Tudo o que está registrado na Bíblia foi inspirado pelo Espírito de Deus. Isso significa que não há uma parte mais inspirada e outra menos inspirada. Mesmo a Bíblia contendo diversos autores, a fonte de todos eles foi o Espírito Santo. Assim, o próprio Deus é o Autor primário das Escrituras Sagradas.

3. A Bíblia é inerrante

A Bíblia é a verdade acima de qualquer suspeita. Apesar de ter sido escrita por homens falíveis, a Bíblia não possui qualquer erro ou contradição. Como ela foi inspirada por Deus, tudo aquilo que foi escrito nela pelos autores humanos teve a supervisão e a aprovação divina.

No entanto, a Bíblia também possui passagens difíceis que aparentemente podem soar até mesmo como possíveis contradições. Mas a dificuldade ou a falha na interpretação dessas passagens está em nós e não na Bíblia. Inclusive, tais dificuldade podem ser motivadas por alguns fatores, como por exemplo, possíveis problemas em algumas traduções bíblicas e copias que foram feitas ao longo dos tempos.

4. A Bíblia é a resposta para os grandes questionamentos da humanidade

Na Bíblia podemos encontrar a resposta para as grandes questões levantadas pelo homem durante toda sua existência. Por exemplo, a Bíblia responde quem somos, de onde viemos, quem criou todas as coisas, por que existimos, como devemos viver e para onde vamos.

5. A Bíblia é a revelação de Deus

Deus se revela de várias formas ao homem, seja pela criação ou mesmo pela consciência moral que todo ser humano possui. Mas é na Bíblia que encontramos a auto-revelação especial de Deus. É através das Escrituras que tomamos conhecimento de forma clara sobre seus mandamentos, sobre seus propósitos e sobre o plano redentor através do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

6. A Bíblia é Cristocêntrica

Centenas de personagens bíblicos são citados nela, mas Jesus é o personagem central das Sagradas Escrituras. O Antigo Testamento aponta para sua vinda, e o Novo Testamento mostra o cumprimento do que foi predito no Antigo Testamento. O Novo Testamento descreve em detalhes o ministério do Filho de Deus na terra e a realidade de sua segunda vinda em breve.

7. A Bíblia é a informação clara, precisa e confiável acerca do futuro de todas as coisas

A Bíblia revela de forma incontestável como será a consumação de todas as coisas. Ela informa sobre a condenação eterna que aguarda os ímpios. Também revela as promessas de um futuro glorioso para aqueles que foram redimidos através da obra de Cristo na cruz do Calvário.

De tantas coisas que possamos dizer sobre o que é a Bíblia, tudo se resume na plena compreensão da verdade de que ela não apenas contém a Palavra de Deus, mas é a própria Palavra de Deus revelada a nós.

3 comentários em “O Que é a Bíblia Sagrada?”

  1. A Paz seja contigo, I. Daniel
    Agradeço a Deus por este site e por sua vida, que continue nos ensinando a Santa Palavra de Deus.
    Muito bom, proveitoso e compreensível esse estudo, que o Soberano Deus continue te abençoando em o nome de Jesus

    Abraços
    Pr. Cornélio Nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close