O Que Significa Unigênito?

Unigênito significa “único gerado” ou “filho único”, e deriva do latim unigenitus. A palavra unigênito aparece em alguns textos bíblicos para traduzir o grego monogenes. A Bíblia também diz que Jesus é o Unigênito de Deus. É justamente por causa dessa afirmação que algumas pessoas ficam em dúvida com relação ao significado de unigênito na Bíblia.

O significado da palavra unigênito na Bíblia

A palavra unigênito foi utilizada para traduzir o termo grego monogenes, empregado em diversas passagens bíblicas. Esse termo, quando traduzido para o latim através da palavra unigenitus, gerou algumas confusões na interpretação de seu significado.

As discussões sobre a interpretação e significado da palavra unigênito na Bíblia, acontecem especialmente, pelo fato do termo grego monogenes se referir a Jesus em alguns textos bíblicos. No entanto, o significado da palavra unigênito nesses casos pode ser facilmente compreendido.

Primeiramente precisamos entender que o termo grego original não está necessariamente ligado apenas ao sentido de nascimento ou de criação. Dependendo do contexto, unigênito pode ser interpretado como “único de sua espécie”, “único do tipo” ou “único existente”. Nesse sentido, a palavra unigênito refere-se a uma ideia de singularidade, e não de nascimento.

Receber Estudos da Bíblia

Jesus é o Unigênito de Deus

Nos livros do Novo Testamento o termo monogenes é utilizado nove vezes (Lucas 7:12; 8:42; 9:38; João 1:14,18; 3:16,18; 1 João 4:9; Hebreus 11:17). Nas referências citadas, o termo é utilizado com diferentes aplicações. Esse termo é utilizado para transmitir a ideia de filho(a) único(a), para se referir a Isaque, filho de Abraão, e também para designar Jesus como o unigênito de Deus.

Com essas referências fica bem fácil entender que o termo grego pode ser aplicado de formas diferentes. Nos casos em que ele indica o filho(a) único(a) de alguém, fica evidente a ideia de nascimento. Mas quando monogenes é empregado para se referir a Jesus como unigênito do Pai, a interpretação correta deve ser o de “único existente” ou “único do tipo”.

Essa é a interpretação correta porque a Bíblia diz que Jesus nunca nasceu e nem foi criado (João 1:1-3). Isso significa que Ele sempre existiu, gerado eternamente do Pai. Mesmo assim, o uso do termo grego nesse caso está correto, pois ele serve para indicar que não há alguém como Jesus, isto é, Ele é único.

Uma prova de que essa interpretação está correta é a referencia que encontramos na Carta aos Hebreus, onde o termo grego é aplicado a Isaque (Hebreus 11:17). Nós sabemos que Isaque não era o único filho de Abraão. Abraão teve outros filhos, mas Isaque era o único escolhido. Ele era o único herdeiro da promessa, e isso esclarece bem a ideia da singularidade.

A palavra unigênito aponta para a divindade de Cristo

Além disso, o significado de unigênito quando aplicado a Jesus enfatiza a unicidade absoluta de Cristo e sua união eterna com o Pai. Quando Jesus é chamado de “unigênito do Pai”, isso significa que Ele é exatamente da mesma essência que o Pai.

Quando entendemos que a palavra unigênito é uma declaração da deidade de Cristo, facilmente podemos entender a revolta dos judeus quando escutaram que Jesus era o Filho de Deus. Essa afirmação significava que Ele era igual a Deus. Para os judeus, isso representava uma blasfêmia.

Essa interpretação está muito clara em João 5:18, quando lemos que os judeus procuravam matar Jesus não só porque Ele violava o sábado, mas também porque “dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus”.

É verdade que alguns interpretes entendem essa expressão como uma referência a um tipo de submissão voluntária de Cristo na encarnação, porém penso que essa interpretação nesse caso é equivocada. Ao dizermos que Jesus é o unigênito do Pai, estamos declarando sua igualdade absoluta com Deus Pai. Dessa forma, estamos reconhecendo que Ele é verdadeiro Deus, tão eterno quanto o Pai.

A palavra unigênito e as heresias

Muitas seitas e alguns críticos das escrituras se aproveitam da interpretação errada dos textos bíblicos em que a palavra unigênito se refere a Jesus. Eles afirmam que Jesus é criatura de Deus, contestando assim sua Divindade. Saiba mais sobre como a Bíblia diz que Jesus é Deus.

Esses questionamentos em relação à interpretação do grego monogenes quando se refere a Jesus, não existia nos manuscritos latinos mais antigos. Neles, monogenes era traduzido com a palavra latina unicus, que significa “único”.

A tradução unigenitus passou a ser utilizada na versão de Jerônimo, mas mesmo assim sem transmitir a ideia de “nascimento”. Portanto, quando a Bíblia diz que Jesus é o Unigênito de Deus, ela está dizendo que Ele é o único revelador de Deus. Com isso, os escritores bíblicos ressaltam a igualdade e a essencial unicidade compartilhada entre as Pessoas da Trindade.

 

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar