O Que Significa Orar no Espírito?

Orar no Espírito significa orar sob a orientação, a autoridade e o poder do Espírito Santo de Deus. Quando a Bíblia diz que devemos orar no Espírito, isso quer dizer que em todas as nossas orações devemos ser completamente dependentes do Espírito Santo. É somente pelo poder do Espírito que nossas orações se tornam eficazes diante de Deus.

Muitos textos bíblicos recomendam de forma direta ou indireta a oração no Espírito. Aqui podemos citar dois deles. Na Epístola aos Efésios, o apóstolo Paulo encoraja a prática de cristã de orar no Espírito. Ele diz: “Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito; e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos” (Efésios 6:18).

Judas é outro escritor bíblico que recomenda muito claramente que os cristãos orem no Espírito. Ele escreve: “Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus; esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna” (Judas 1:20).

Por que devemos orar no Espírito?

Falar da importância da oração no Espírito é falar da importância da comunhão entre o crente e Deus; é falar de todas as bênçãos que envolvem esse relacionamento. Mas podemos resumir o motivo pelo qual devemos orar no Espírito em dois pontos principais.

1. Devemos orar no Espírito porque não sabemos orar

Em primeiro lugar, devemos orar no Espírito porque por nossas próprias forças, habilidades e méritos, nós não temos a capacidade de nos achegamos diante de Deus em oração de forma adequada. Isso acontece por causa da natureza pecaminosa que ainda está presente em nós durante a vida terrena.

A Bíblia diz que nós não sabemos orar como convém. Mas “o Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito; porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos” (Romanos 8:26,27).

Uma pessoa pode se empenhar em longos períodos de oração e até apresentar a Deus uma oração eloquente com palavras bem articuladas. Mas se essa oração não for feito na dependência do Espírito, ela não passará de um ajuntamento de palavras vazias e sem sentido. A Bíblia fala sobre os fariseus que gostavam de orar perante os homens e se orgulhavam de suas orações. Mas eles não oravam no Espírito; ao contrário, eles oravam de si para si mesmos (cf. Lucas 18:9-14).

Esse tipo de oração que era comum entre os fariseus se resumia a um simples rito religioso. Era uma oração apoiada na justiça própria! Mas a oração no Espírito é justamente o oposto desse tipo de oração humanista.

Quem ora no Espírito entende sua própria limitação e reconhece que é o Espírito Santo quem lhe assiste em suas fraquezas. O Espírito Santo nos apresenta a pessoa de Jesus Cristo como o único mediador através do qual podemos nos achegar com confiança ao trono da graça. Por isso oramos ao Pai, em nome de Cristo pelo Espírito.

A Bíblia diz que é pelo Espírito de adoção que podemos clamar a Deus em nossas orações dizendo: “Aba, Pai”. O próprio Espírito testifica com nosso espírito que somos filho de Deus (Romanos 8:15,16). Saiba mais sobre como orar a Deus.

2. Devemos orar no Espírito para que possamos lutar a batalha espiritual

Em segundo lugar, é através da oração no Espírito que podemos receber a capacitação e o revestimento espiritual necessário para vivermos a vida cristã até o dia em que encontraremos nosso Senhor na Glória. A vida cristã neste mundo deve ser uma vida de oração. Para isso, dependemos totalmente do Espírito Santo.

Ao falar sobre a realidade da batalha espiritual que todo crente enfrenta neste mundo, o apóstolo Paulo destaca a prática da oração no Espírito como o meio fundamental para que possamos nos revestir de toda armadura de Deus. Então é pelo Espírito que podemos orar em todo tempo; vigiar com toda perseverança e interceder por todos os santos (Efésios 6:18).

Receber Estudos da Bíblia

O que orar no Espírito não significa?

Por mais que o ensino acerca do que significa orar no Espírito pareça muito claro nas Escrituras, há muita gente que insiste em definir de forma equivocada a oração no Espírito. Há pelos menos três erros principais que as pessoas cometem sobre o que significa orar no Espírito.

1. Orar no Espírito não significa simplesmente orar sem pronunciar palavras

Tem gente que pensa que orar no Espírito é simplesmente orar em pensamento, sem pronunciar palavras. Obviamente todos os crentes devem orar em pensamento. Nem sempre durante o dia temos a oportunidade de nos dirigirmos a Deus em oração com palavras em alta voz.

Porém, orar no Espírito não é sinônimo de orar silenciosamente, mas é ser guiado pelo Espírito em nossas orações; sejam elas orações silenciosas e restritas aos nossos pensamentos, sejam elas orações pronunciadas por nossos lábios em alto e bom som.

2. Orar no Espírito não é simplesmente orar em espírito

Há também aqueles que confundem a oração no Espírito com o espírito de oração que devemos cultivar. A Bíblia diz que devemos orar em todo tempo, com insistência e perseverança. Isso significa não apenas separar horários regulares de oração durante o dia, mas também estar em constante comunhão com Deus através de um espírito inclinado à oração.

Então por um lado devemos fazer orações regulares em momentos específicos e dedicados a essa finalidade. Mas também devemos orar em todo tempo com nosso espírito em comunhão com Deus. Todavia, seja qual for o caso, todas as nossas orações devem ser no Espírito Santo. Entenda o que significa orar sem cessar.

3. Orar no Espírito não é orar em línguas estranhas

Por fim, muitas pessoas também pensam que orar no Espírito é orar em línguas estranhas. Essas pessoas se apoiam principalmente o texto de 1 Coríntios 14:14 em que Paulo diz: “Porque, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera”.

Mas a questão é que em nenhum momento Paulo define o “orar no Espírito” pelo “orar em línguas”; e muito menos diz que a oração em línguas é mais poderosa que outro tipo de oração. Muito pelo contrário! Paulo diz que se ele orasse em outra língua sem a interpretação, sua mente não seria edificada. Por isso na sequência ele indica a importância de o espírito humano e a mente humana operarem juntos no exercício da oração para que haja plena edificação (1 Coríntios 14:15).

Além disso, se orar no Espírito significa orar em línguas estranhas, então a própria recomendação do apóstolo em Efésios 6:18 não faz qualquer sentido. Ele basicamente ensina que devemos orar em todo o tempo no Espírito; vigiando com toda perseverança e intercedendo uns pelos outros.

Como isso poderia ser possível se orar no Espírito realmente fosse um tipo de oração em que o nosso entendimento está ausente? Como poderíamos interceder uns pelos outros se não entendêssemos nem mesmo o conteúdo de nossas orações? Se orar no Espírito significasse orar em línguas, como poderíamos obedecer à ordem de orar no Espírito em todo tempo? Teríamos que ficar orando em línguas o tempo todo?

Mas quando oramos no Espírito nós entramos na presença de Deus conscientes de quem Ele é e de quem nós somos. Orar no Espírito é orar com entendimento acerca da grandeza de Deus; é orar alinhado à vontade e ao propósito soberano do Senhor; é enxergar a vida não da perspectiva das ambições humanas, mas da perspectiva do trono de Deus que governa todas as coisas. Orar no Espírito é orar de forma eficaz, pois significa uma oração assistida, guiada, liderada e impulsionada pelo próprio Espírito de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close