Por Que Pedro, Tiago e João Eram Mais Próximos de Jesus?

A Bíblia não explica exatamente por que Pedro, Tiago e João eram os discípulos mais próximos de Jesus. Sabemos que Jesus chamou doze discípulos. Mas dentre os doze, realmente havia três deles que formavam um grupo que estivera mais próximo de Jesus em algumas ocasiões de seu ministério. Os Evangelhos deixam claro que estes três discípulos eram Pedro, Tiago e João.

Aqui ainda vale lembrar que os doze discípulos de Jesus, dentre os quais estavam Pedro, Tiago e João, já constituíam o grupo especial de seguidores mais próximos de nosso Senhor; inclusive eles tiveram significado e importância singular no contexto da edificação da Igreja. Mas o Senhor Jesus era seguido por vários outros discípulos, que ao que parece, talvez não se dedicavam de forma integral ao ministério.

O Evangelho de Lucas fornece um exemplo muito claro disso ao destacar a missão dos setenta (ou setenta e dois) discípulos comissionados por Jesus (Lucas 10:1-12). Outro exemplo disso é o caso de José de Arimatéia. A Bíblia diz que ele também era discípulo de Jesus, mas em oculto (Mateus 27:57; João 19:38).

Ocasiões especiais em que Pedro, Tiago João estiveram presentes

O grupo dos doze discípulos esteve presente na maioria dos eventos que ocorreram durante o ministério terreno de Jesus. Mas realmente em algumas poucas ocasiões Jesus restringiu a presença de seus discípulos. Nessas ocasiões ele chamou apenas Pedro, Tiago e João para acompanhá-lo.

Sem dúvida as três principais ocasiões em que somente Pedro, Tiago e João acompanharam Jesus foram as seguintes:

  1. A ressurreição da filha de Jairo: quando o Senhor Jesus ressuscitou a filha de um dos chefes da sinagoga por nome de Jairo, somente Pedro, Tiago e João estiveram com ele. Antes disso, Jesus havia curado a mulher que tinha um fluxo de sangue e depois despedido seus discípulos e a multidão que o acompanhava. As únicas exceções foram Pedro, Tiago e João. Os três discípulos estiveram presentes juntamente com os pais da menina quando Jesus a ressuscitou (Marcos 5:33).
  2. A transfiguração de Jesus: no importante episódio da transfiguração, somente Pedro, Tiago e João estiveram presentes. A Bíblia diz que eles foram para um alto monte, onde ficaram a sós; então ali Jesus foi transfigurado diante deles. Eles também viram Elias e Moisés conversando com Jesus. O texto bíblico diz que eles estavam apavorados naquele momento. Além disso, Jesus também lhes pediu que eles guardassem segredo sobre o que tinham visto. Pedro, Tiago e João só foram autorizados a contar o que havia ocorrido naquele monte após a ressurreição de Jesus (Marcos 9:1-10).
  3. Jesus no Getsêmani: na noite em que foi traído e preso, o Senhor Jesus levou seus discípulos a um jardim nas proximidades do Monte das Oliveiras. Somente Pedro, Tiago e João acompanharam Jesus a um lugar um pouco mais reservado dentro do jardim; enquanto os demais discípulos ficaram aguardando. Jesus pediu para que Pedro, Tiago e João vigiassem e orassem com Ele, mas eles acabaram dormindo (Marcos 14:33).
Receber Estudos da Bíblia

Por que Pedro, Tiago e João?

Como foi dito, é impossível explicar porque Jesus escolheu Pedro, Tiago e João para acompanhá-lo em certas ocasiões específicas de forma mais próxima. Pedro, Tiago e João tinham em comum o fato de terem sido pescadores de profissão. João e Tiago eram irmãos.

Alguns estudiosos sugerem que talvez Pedro, Tiago e João tiveram uma compreensão maior acerca da pessoa e do ministério de Cristo em relação aos demais. Outros ainda dizem que talvez cada um dos eventos em que esses três discípulos mais próximos estiveram presentes ao lado de Jesus, teve alguma particularidade específica.

Por exemplo: seria mais apropriado que apenas um número reduzido de pessoas estivesse presente dentro do quarto no momento em que filha de Jairo foi despertada da morte; seria mais apropriado que apenas três discípulos presenciassem a transfiguração já que Jesus queria que eles guardassem segredo sobre aquilo; e seria mais apropriado que nem todos os discípulos estivessem presentes de forma mais próxima de Jesus no Getsêmani. Ele desejava orar ao Pai num ambiente mais reservado naquele momento de grande angústia.

Além disso, o papel significativo do apóstolo Pedro na história da Igreja talvez possa explicar de certa forma a presença de dele entre os três discípulos mais próximos de Jesus (cf. Mateus 16:16-19; João 21:15-19). Sobre o apóstolo João, também é dito que ele era o discípulo a quem Jesus amava (cf. João 13:23; 19:26; 20:2; 21:7,10). Quanto ao apóstolo Tiago, vale lembrar que ele foi o primeiro apóstolo a morrer pela causa do Evangelho. Saiba mais sobre como morreram os apóstolos de Jesus.

Seja como for, o importante é que Pedro, Tiago e João estiveram presentes nessas importantes ocasiões do ministério de Jesus. Assim, eles serviram como testemunhas que mais tarde puderam proclamar tudo o que tinham presenciado. Saiba mais sobre as histórias de Pedro, Tiago e João num material que reúne as biografias dos principais personagens bíblicos. Acesse aqui.

1 comentário em “Por Que Pedro, Tiago e João Eram Mais Próximos de Jesus?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close