Quem é o Diabo? O Diabo Existe?

O Diabo existe e é o principal opositor a Deus, a sua Palavra e a seu povo. A palavra diabo significa “acusador” e vem do grego diabolos. Ele é mencionado na Bíblia como um ser hostil e completamente mau. O Diabo é cruel e furioso, capaz de fazer tudo o que estiver ao seu alcance para alcançar seus propósitos malignos.

O Diabo existe?

Algumas pessoas pensam que o Diabo é apenas um tipo de personagem fictício que serve como símbolo para o mal filosófico. Mas a Bíblia Sagrada não deixa nenhuma dúvida de que realmente o Diabo existe (cf. Lucas 10:18). Ele é um ser pessoal, isto é, ele possui personalidade, e é é capaz de experimentar sentimentos, como: raiva, ódio, fúria, orgulho etc. (cf. 1 Timóteo 3:6; 1 Pedro 5:8).

A Bíblia não fornece detalhes sobre a origem e queda de Satanás. Mas como um ser racional, ele foi criado por Deus com capacidade de escolha e responsabilidade moral. Na ocasião da tentação de Jesus, o Diabo demonstrou toda sua pessoalidade. Ele conversou com Jesus, arquitetou e executou tentativas para fazer com o Senhor abandonasse sua missão, e agiu de engano o tempo todo (Mateus 4:1-11).

Quem é o Diabo na Bíblia?

Na Bíblia o Diabo é aquele que pecou desde o princípio. Jesus disse que ele sempre foi um assassino e mentiroso (João 8:44). Sua atuação pode ser vista já nos primeiros capítulos da Bíblia. Logo que teve uma oportunidade, o Diabo se encarregou de incitar o homem a pecar.

Foi assim que ele se apresentou diante de Eva. Agindo de engano, o Diabo induziu a esposa de Adão a desacreditar da Palavra de Deus e transgredir a ordem que o Senhor havia dado ao homem (Gênesis 3). Ao ceder a essa tentação, o primeiro casal lançou toda a humanidade num estado de rebelião contra Deus, dando origem ao pecado entre os homens.

O tempo passou e o Diabo continuou fazendo exatamente a mesma coisa. É por isso que ele aparece na Bíblia influenciando Davi a pecar (1 Crônicas 21:1). Ele fez oposição a Josué, o sumo sacerdote, e foi repreendido pelo Senhor (Zacarias 3:1). Ele também não perdeu tempo em acusar maliciosamente diante de Deus (Jó 1;2).

No Novo Testamento as informações sobre o Diabo são ainda mais desenvolvidas. Ele sempre aparece em posição contrária aos propósitos de Deus, tentando destruir o seu povo (Lucas 22:31,32; 2 Coríntios 2:11; 11:3-15; Efésios 6:16; etc.).

Receber Estudos da Bíblia

A ação do Diabo e seus nomes na Bíblia

A Bíblia não diz qual é o nome próprio do Diabo. Algumas pessoas pensam que seu nome é Lúcifer, mas essa não é uma informação realmente bíblica. Nas escrituras o Diabo é chamado por diversos nomes e títulos.

Todos esses nomes e títulos que são atribuídos a ele, indicam de alguma forma seu caráter, ações e propósitos. Isso significa que uma das maneiras mais claras e objetivas de entender o que a Bíblia diz sobre quem é o Diabo, é sabendo os nomes pelos quais ele é designado. Os principais deles são:

  • Belzebu: significa “senhor das moscas” (Mateus 12:24).
  • Inimigo: indica sua oposição (Mateus 13:28).
  • Maioral dos demônios: indica sua liderança entre os anjos caídos (Marcos 3:22).
  • Diabo: significa “acusador” (Lucas 8:12).
  • Assassino: procura a morte física e espiritual das pessoas (João 8:44).
  • Pai da mentira: ele é o grande fomentador da falsidade e engano que há no mundo (João 8:44).
  • O príncipe deste mundo: indica sua influência sobre os governos mundiais (João 12:31).
  • O mal: indica toda a maldade de seu ser (João 17:15).
  • O deus deste século: preside sobre o estilo de vida pecaminoso da humanidade (2 Coríntios 4:4).
  • Maligno, do grego Belial: indica sua falta de valor (2 Coríntios 6:15).
  • O príncipe da potestade do ar: (Efésios 2:2).
  • Tentador: ele é aquele que incita as pessoas a pecar (1 Tessalonicenses 3:5).
  • Satanás: significa adversário (1 Timóteo 5:15). Este é o principal designativo para o Diabo na Bíblia.
  • Adversário: ele é contrário a Deus (1 Pedro 5:8).
  • Leão que ruge: indica sua ambição destrutiva (1 Pedro 5:8).
  • Dragão: mais um indicativo de seu poder destrutivo (Apocalipse 12:3,7,9).
  • Acusador: ele dissemina falsos testemunhos contra o povo de Deus (Apocalipse 12:10).
  • Antiga serpente: ele foi o ser que enganou o homem no início da História (Apocalipse 12:9; 20:2).

Jesus derrotou o Diabo

A Bíblia revela a boa notícia de que o Diabo foi derrotado por Jesus Cristo. Durante seu ministério terreno, Jesus o confrontou diretamente e não cedeu às suas tentações (cf. Lucas 4:1-13). Cristo veio trazer o Reino de Deus, e com isso destruir as obras do Diabo (1 João 3:8).

Além disso, o Senhor conferiu aos seus discípulos o poder de expulsar os demônios conforme a pregação do Evangelho, arruinando assim os propósitos do Diabo. É por este motivo que Jesus declarou ter visto “Satanás caindo do céu como um relâmpago” (Lucas 10:18).

Por causa da obra redentora de Cristo, com sua vida, morte e ressurreição, o Diabo foi vencido. Nos tempos antigos, o Diabo exercia um domínio das trevas que cegava e enganava as nações. Mas com o advento do Messias, o “valente foi amarrado”, e agora as boas novas da salvação são proclamadas em toda parte do mundo (Mateus 12:25-29).

Isso significa que de certa forma o Diabo se tornou impotente, no sentido de que ele não pode impedir que o Evangelho avance (Hebreus 2:14). Ele já foi derrotado na cruz de Cristo, e essa derrota é irreversível. Ele sabe que possui pouco tempo, e agora é obrigado a experimentar a terrível expectativa de em breve ser castigado no inferno para sempre (Apocalipse 20:10).

Tag

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close