Quem Eram os Anaquins? A História dos Filhos de Anaque

Os anaquins eram uma tribo que habitava nas regiões montanhosas de Canaã antes da chegada dos israelitas. Os anaquins também são chamados na Bíblia de “filhos de Anaque”. Isso significa que esse povo era descende de Anaque. Em algumas traduções Anaque é chamado de “Enaque”, bom como os anaquins de “enaquis”.

É possível que o nome “Anaque” e a palavra “anaquim” venham da palavra hebraica para “colar”. Por isso frequentemente os anaquins são identificados por alguns estudiosos como o “povo do pescoço”, ou “povo de pescoço comprido”.

Quem foi Anaque na Bíblia

Não há praticamente nenhuma informação específica sobre quem foi Anaque. O nome Anaque aparece na Bíblia sem o artigo em pelo menos duas passagens, indicando que Anaque de fato era uma pessoa e não apenas um nome específico que serviu para designar a tribo dos anaquins (Números 13:33; Deuteronômio 9:2).

A Bíblia também menciona a “cidade de Arba”, do hebraico Quiriate-Arba, que alguns textos bíblicos identificam como o pai de Anaque (Josué 15:13; 21:11). Isso tem levado os estudiosos a interpretarem essa designação de duas formas.

Alguns acreditam que Arba foi o antepassado de Anaque e, portanto, o ancestral mais recuado dos anaquins de que se tem notícia. Essa interpretação parece estar de acordo com a descrição pessoal de Arba como “um grande homem entre os anaquins” no livro de Josué (Josué 14:15).

Outros acreditam que essa expressão é aplicada na Bíblia como o nome próprio da cidade, ou seja, Quiriate-Arba. Se esse for o caso, então essa designação simplesmente indica que aquele lugar era a pátria dos anaquins.

Também é importante saber que a expressão “Quiriate-Arba” era o antigo nome da cidade de Hebrom (Gênesis 23:1). Isso quer dizer que a cidade, que ficava aproximadamente trinta quilômetros de Jerusalém, foi o lar dos anaquins antes de ter sido tomada pelos israelitas.

A Bíblia ainda menciona Aimã, Sesai e Talmai como “filhos de Anaque” (Números 13:22). Esse registro parece indicar que a região de Hebrom era dominada por três clãs dos descendentes de Anaque.

Os anaquins eram considerados gigantes

Os anaquins são mencionados na Bíblia como tendo uma estatura extraordinária. Parece que a fama dos anaquins como uma raça de gigantes amedrontava os povos vizinhos. Pelo menos foi assim que os anaquins foram descritos pelos desanimados espias israelitas quando foram espiar a terra de Canaã e falaram que encontraram ali “descendentes dos gigantes” (Números 13:33).

Curiosamente a palavra “gigantes” na descrição dos espias traduz o original nefilins. Isso quer dizer que os espias disseram que os filhos de Anaque eram descendentes dos nefilins. Os nefilins são mencionados primeiramente em Gênesis 6 como sendo aqueles que nasceram do relacionamento dos filhos de Deus com as filhas dos homens (Gênesis 6:4).

Apesar de haver sempre muita discussão sobre a identidade dos nefilins, a interpretação mais equilibrada biblicamente diz que os nefilins eram, principalmente, homens poderosos, valentes e temíveis da Antiguidade.

Como todos os primeiros nefilins morreram no dilúvio no tempo de Noé, obviamente os anaquins não tiveram qualquer ligação com eles. Nesse caso, eles são chamados de “descendentes dos nefilins” no sentido de destacar que os anaquins eram poderosos, valentes e temíveis, tal como os guerreiros pré-diluvianos.

Além disso, o fato de a Septuaginta — versão grega do Antigo Testamento — traduzir o hebraico nefilins com o grego gigas, que significa gigantes, parece indicar a conexão desses povos com a ideia de que seus representantes tinham mesmo uma estatura elevada para os padrões daqueles povos. Nesse sentido, os anaquins são também mencionados em conexão com os refains (Deuteronômio 2:11).

Seja como for, os espias israelitas enfatizaram que havia anaquins naquelas terras, e que eles se sentiam como gafanhotos perto deles (Números 13:33). O relatório dos espias sobre os anaquins acabou gerando desanimo no povo de Israel (Deuteronômio 1:28). Inclusive, a reputação dos anaquins como um povo alto e guerreiro tornou-se proverbial em Israel: “Quem poderá resistir aos filhos de Anaque?” (Deuteronômio 9:2).

Receber Estudos da Bíblia

O que aconteceu com os anaquins na Bíblia

Apesar do desanimo dos espias israelitas, Deus havia prometido entregar na mão dos filhos de Israel a terra de Canaã. Então no tempo de Josué, especialmente na campanha de Calebe, os israelitas destruíram os anaquins, expulsando-os do território montanhoso no sul de Canaã.

Mas após a conquista israelita, alguns anaquins acabaram sobrevivendo em Gaza, Gate e Ascalom, na Filistia (Josué 11:22). Essa informação tem levado alguns comentaristas a sugerirem que o gigante Golias talvez tenha sido um descendente dos anaquins (1 Samuel 17).

Além dos registros bíblicos, nada mais se sabe sobre os anaquins, pelo menos não de forma incontestável. Isso porque alguns erudidos acreditam que os anaquins podem ter sido os povos mencionados nos textos egípcios de execração dos séculos 18 e 19 a.C. Esses textos mencionam três príncipes com nomes semitas que governavam uma região identificada como Iy-‘aneq.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar