Quem Eram os Nefilins na Bíblia?

Os nefilins eram pessoas poderosas, e talvez de grande estatura, que viveram nos tempos bíblicos do Antigo Testamento. Muita gente acredita que os nefilins eram gigantes que supostamente nasceram do relacionamento entre anjos caídos e mulheres no período pré-diluviano. Mas essa interpretação é muito mais fantasiosa do que bíblica.

A palavra “nefilins” é de origem hebraica e seu significado correto ainda é discutido entre os intérpretes. Em muitas traduções da bíblia essa palavra é traduzida como “gigantes”. Isso acontece, principalmente, porque a Septuaginta (tradução grega do Antigo Testamento hebraico) traduz o hebraico nephilim pelo termo grego gigas, “gigantes”.

Mas talvez a melhor interpretação seja a de que a palavra “nefilim” deriva de uma raiz hebraica que significa “cair”. Então é possível que o significado de nefilins tenha uma conotação de “caídos”. Alguns estudiosos sugerem que esse sentido de “caídos” se refira à natureza caída e perversa das pessoas designadas como nefilins.

Outros, porém, acreditam que o sentido correto do significado de nefilins deve ser “aqueles que caem sobre outros”. Isso quer dizer que os nefilins eram pessoas que subjugavam outras pessoas. Se isso estiver correto, então a palavra nefilins designa pessoas poderosas que tinham comportamento violento e tirânico.

Os nefilins na Bíblia

A palavra nefilins aparece apenas duas vezes na Bíblia. A primeira referência ocorre em Gênesis 6. O texto bíblico diz: “Ora, naquele tempo havia nefilins na terra; e também depois, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos; estes foram valentes, homens de renome, na antiguidade” (Gênesis 6:4).

A segunda referência aos nefilins ocorre em Números 13. O escritor bíblico escreve: “Também vimos ali gigantes (os filhos de Anaque são descendentes de gigantes), e éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos” (Números 13:33). A palavra “gigantes” traduz o termo original nefilins.

Receber Estudos da Bíblia

Os nefilins não eram totalmente humanos?

A ideia de que os nefilins não eram totalmente humanos se baseia em antigas interpretações da tradição judaica do texto de Gênesis 6. Essas interpretações acreditam que os filhos de Deus citados em Gênesis 6 eram anjos caídos que tiveram relações com mulheres. Então supostamente essas mulheres que engravidaram de demônios deram à luz aos nefilins.

Esse tipo de entendimento é reforçado por vários escritos não-bíblicos, como por exemplo, o Livro de Enoque. Mas o problema é que essa forma de interpretação é muito mais próxima de antigas lendas e mitologias com seus semideuses, do que da doutrina bíblica. Nada no contexto de Gênesis 6 sugere esse tipo de interpretação. Além disso, a Bíblia claramente afirma que os anjos são seres incorpóreos assexuados (Mateus 22:30; Marcos 12:25).

Então restam outras duas possibilidades de interpretação. A primeira diz que os nefilins eram os descendentes que nasceram da mistura entre a linhagem de Sete que era piedosa e temente ao Senhor (os “filhos de Deus”) e a linhagem de Caim que vivia em rebelião contra Deus.

Nesse caso a expressão “filhas dos homens” pode estar denotando a descendência humana que em sua natureza caída é também a descendência espiritual de Satanás (Gênesis 3:15). Nesse sentido perverso e pecaminoso de inimizade contra Deus, homens e demônios se relacionam (cf. Deuteronômios 32:17). É sob esse aspecto que os nefilins podem ser chamados de “pessoas demoníacas”.

A outra interpretação diz que os nefilins eram os filhos nascidos de poderosos reis pré-diluvianos com toda sorte de mulheres que eles ajuntavam em seus haréns. Esses homens, que comumente eram chamadas de “filhos dos deuses”, eram poderosos e violentos; eles se orgulhavam na transgressão do padrão moral de Deus.

Textualmente essas duas interpretações são possíveis para explicar a origem dos nefilins; embora àquela que diz que os nefilins eram os descendentes da mistura das linhagens de Sete e Caim parece se harmonizar melhor ao contexto imediato que justamente contrasta a descendência piedosa de Sete e a descendência amaldiçoada de Caim (cf. Gênesis 4-5). Alguns estudiosos têm sugerido que talvez faça mais sentido uma combinação entre as duas interpretações.

Os nefilins eram gigantes?

O texto de Gênesis 6 não explica exatamente se os nefilins eram literalmente gigantes em estatura. É provável que os nefilins fossem gigantes em força, poder, fama e feitos. Se esse for o caso, a melhor tradução para nefilins é “poderosos”. Isto também está de acordo com o que escreve o autor bíblico quando diz que essas pessoas eram “valentes, homens de renome, na antiguidade” (Gênesis 6:4).

Mas isso não anula completamente a possibilidade de que os nefilins eram homens de grande estatura. Na passagem do livro de Números onde os nefilins são mencionados, parece haver uma maior conexão com a ideia de que eles eram pessoas de grande estatura.

De fato há na Bíblia o registro de vários gigantes que habitavam a região de Canaã. O exemplo mais conhecido é o gigante Golias que tinha aproximadamente três metros de altura. Seja como for, os nefilins citados no livro de Números não possuem qualquer ligação com os nefilins de Gênesis 6 que morreram no dilúvio.

Isso também significa que se os nefilins fossem realmente filhos de anjos caídos com mulheres, então após o dilúvio esse mesmo tipo de relacionamento voltou a se repetir. Mas é claro que essa ideia não encontra qualquer apoio bíblico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close