Quem Foi Obede-Edom? Por Que a Arca Ficou em Sua Casa?

Obede-Edom foi muito provavelmente um levita que viveu nos dias de Davi. A história de Obede-Edom é conhecida na Bíblia por ele ter recebido em sua casa a Arca da Aliança por três meses. Durante esse período, sua casa foi grandemente abençoada por Deus (2 Samuel 6:1-11).

A história de Obede-Edom

Obede-Edom aparece na narrativa sendo designado como “o geteu”. Esta designação significa que ele era um homem de Gate. Porém, isto causa uma dificuldade de interpretação, pois o texto bíblico não esclarece se a referência é à cidade de Gate dos filisteus ou a Gate-Rimom, uma cidade levítica no território de Dã ou Manassés (Josué 21:23-25).

Por este motivo alguns estudiosos acreditam que Obede-Edom eram um filisteu que habitava nas circunvizinhanças da cidade de Jerusalém. No entanto, é muito mais provável que Obede-Edom fosse um levita natural de Gate-Rimom.

Também quando falamos sobre quem foi Obede-Edom, é importante saber que existem algumas passagens bíblicas em Crônicas que mencionam este mesmo nome. Não há qualquer dúvida de que pelo menos duas delas mencionam Obede-Edom, o geteu (1 Crônicas 13:13; 15:25). Porém é bem difícil determinar se nas demais passagens a referência é ao mesmo Obede-Edom ou a outras pessoas de igual nome, mesmo naquelas passagens que se referem a um período além do tempo em que Obede-Edom viveu.

Seja como for, em todas essas passagens este nome aparece conectado ao serviço religioso em Israel (cf. 1 Crônicas 16:38; 2 Crônicas 25:24). Isto também pode indicar que realmente Obede-Edom foi um levita.

O transporte da Arca

A Arca da Aliança era o símbolo máximo da presença de Deus no meio de seu povo naquele período do Antigo Testamento. Por esse motivo Deus havia instituído uma série de regras sobre como a Arca deveria ser manuseada e transportada (cf. Êxodo 25:12-14; 37:5; Números 4:15,19; 7:9; Deuteronômio 10:8; Josué 3:8).

Quando o rei Davi resolveu fazer de Jerusalém a capital política e religiosa de seu reino, a Arca da Aliança, que estava na casa de Abinadade, precisou ser levava à cidade (2 Samuel 6:1-3). Então eles colocaram a Arca sobre um carro novo de bois guiado por Uzá e Aiô, filhos (ou descendentes) de Abinadabe.

A comitiva israelita seguia pelo caminho com grande alegria, quando os bois que tracionavam o carro tropeçaram. Então Uzá estendeu sua mão precipitadamente para segurar a Arca. Deus, em sua santidade, considerou a atitude de Uzá uma irreverência e o feriu. Uzá acabou morrendo ali mesmo junto à Arca do Senhor (cf. 2 Samuel 6:6,7).

A Bíblia diz que Davi ficou tremendamente chateado. Não é possível saber se o motivo do desgosto de Davi foi exatamente pela atitude precipitada de Uzá, por sua morte ou pela maneira inadequada que ele mesmo havia procurado transportar a Arca.

É possível que o castigo por parte do Senhor não ocorreu somente porque Uzá tocou na Arca, mas porque os israelitas estavam transportando a Arca de forma irregular. Com isto, eles negligenciaram a orientação divina de que a Arca só deveria ser carregada nos ombros dos sacerdotes. A forma com que eles estavam transportando-a, lembrava o mesmo modo adotado pelos filisteus (1 Samuel 6:7).

Receber Estudos da Bíblia

A Arca na casa de Obede-Edom

Diante do ocorrido, Davi temeu ao Senhor e ficou com medo de levar a Arca para Jerusalém. Então ele deu ordens para que a Arca fosse levada para a casa de Obede-Edom. A Arca da Aliança ficou na casa de Obede-Edom por três meses, e o Senhor o abençoou muito.

Quando Davi foi avisado da bênção de Deus sobre a casa de Obede-Edom, novamente ele tomou coragem e alegremente buscou a Arca na casa de Obede-Edom para levá-la a Jerusalém. Desta vez, porém, a Arca foi transportada da maneira correta, e sacrifícios de agradecimento e intercessão a Deus foram realizados durante o trajeto (2 Samuel 6:12-19).

É bem provável que Obede-Edom tenha sido o homem cujo seus descendentes foram designados ao serviço no Templo. O escritor de Crônicas faz questão de informar que Deus o havia abençoado (1 Crônicas 13:13,14; cf. 15:24; 26:4-15). Presumivelmente essa bênção estava relacionada ao seu zelo pelas coisas do Senhor, especialmente na forma com que cuidou da Arca da Aliança enquanto esteve em sua casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close