Quem foi Raabe?

Raabe foi uma meretriz que vivia na cidade de Jericó quando Israel invadiu Canaã. Raabe é uma personagem muito lembrada em vários sermões, devido a sua curiosa história. Neste texto, aprenderemos tudo o que a Bíblia nos dias sobre quem foi Raabe.

A história de Raabe

A história de Raabe está registrada no Antigo Testamento no livro de Josué (2:1-22; 6:17-25), além de outras referências no Novo Testamento que veremos posteriormente. O nome ‘Raabe”, em hebraico rahav, possivelmente tenha alguma ligação com a raiz rhv, que significa “largo”.

A Bíblia conta que Raabe hospedou em sua casa que ficava sobre os muros de Jericó os dois espias enviados por Josué com a intenção de conhecerem a terra. De alguma forma, a notícia de que espias dos filhos de Israel estavam na cidade acabou chegando ao rei.

O rei então exigiu que Raabe entregasse os espias, o que fez com que Raabe escondesse os dois homens sob as canas de linho que estavam secando no eirado. Quanto aos mensageiros do rei, Raabe deu uma pista falsa sobre o paradeiro dos espias, fazendo com eles partissem rumo aos vaus do Jordão na tentativa de capturá-los.

Após ter despistado os guardas do rei, Raabe subiu no telhado para conversar com os espias. Foi ali que Raabe fez sua confissão de fé no Deus dos hebreus. Ela tinha conhecimento das grandes maravilhas que Deus havia feito em prol de Israel, como a libertação do Egito, a travessia do Mar Vermelho, e a vitória sobre os dois reis amorreus, Siom e Ogue, que estavam a leste do Jordão.

Raabe revelou que sabia que o Senhor havia dado aquela terra aos filhos de Israel, e também falou sobre o grande pavor que tomou o coração do povo, pois sabiam que o Deus de Israel é “Deus em cima nos céus e em baixo na terra” (Js 2:11).

Então, Raabe fez uma suplica a favor de sua vida e da vida de seus familiares. Os espias concordaram com o pedido de Raabe, e combinaram que um cordão de fio de escarlate pendurado em sua janela seria usado para sinalizar a sua casa, fazendo com que todos de sua família que estivessem no interior da casa fossem poupados.

Raabe desceu os espias pela janela de sua casa que ficava no alto do muro e que dava para fora da cidade, a mesma janela em que seria coloca a corda escarlata, e os aconselhou sobre o caminho que deveriam tomar (Js 2:16).

Quando Jericó foi tomada pelo exército de Josué, somente ela e sua família é que tiveram suas vidas poupadas, dentre todos os habitantes daquela cidade. Posteriormente, Raabe e os integrantes de sua família tornaram-se israelitas naturalizados (Js 6:17-25).

Raabe foi mesmo uma prostituta?

Existe certa discussão acerca disso. Tal discussão ocorre pelo fato de que a expressão hebraica bet ‘isha zona, “casa de uma mulher prostituta” (Js 2:1), pode, também, apenas significar uma mulher que tem relacionamentos com homens, no sentido de tal mulher ser proprietária de uma hospedaria, de modo equivalente ao termo babilônico.

Tomando por base os registros do Código de Hamurabi, um texto oriundo da Mesopotâmia com um conjunto de leis escritas, uma taverna ou hospedaria era um lugar a qual os visitantes podiam se hospedar, mas qualquer presença de criminosos deveria ser reportada ao rei. Nesse sentido, a mulher encarregada pelo local não possuía uma condição imoral por hospedar homens como hospedes. Algo semelhante também pode ser encontrado no épico mesopotâmico Epopeia de Gilgamesh, onde uma proprietária de hospedaria conversava com os fregueses, inclusive com o próprio Gilgamesh. Muitos comentaristas, também com base na obra Antiguidades Judaicas de Josefo, defendem a opinião de que Raabe não necessariamente teria sido uma prostituta.

Entretanto, se a narrativa bíblica sobre Raabe se resumisse apenas ao Antigo Testamento, tal possibilidade poderia até fazer sentido. Porém, nas citações sobre Raabe encontradas nos livros de Hebreus e Tiago no Novo Testamento, a palavra grega porne, que significa “prostituta”, é empregada.

Com isso, defendendo a plena inspiração das Escrituras, entendo que é indiscutível a condição de Raabe como prostituta. Portanto, podemos concluir que Raabe foi definitivamente uma meretriz, embora ainda assim seja possível que a casa de Raabe tenha sido uma hospedaria, o que talvez poderia explicar a preferência dos espias por sua casa, e o modo como o rei ficou sabendo da presença dos dois homens ali.

Raabe foi uma ancestral de Jesus?

Esse é outro tema de discussão entre alguns estudiosos acerca de Raabe. A questão é se a Raabe de Jericó é a mesma Raabe mencionada no Evangelho de Mateus (1:5), onde a genealogia de Jesus é descrita.

Na verdade, alguns comentaristas defendem a possibilidade de que Raabe tenha se casado com Josué, o que tornaria inviável a possibilidade de ambos os personagens serem uma única pessoa. Muitos também alegam que no Antigo Testamento, não há qualquer referência acerca do casamento de Raabe com Salmom, enfraquecendo ainda mais a ideia de ser tratar da mesma pessoa.

Porém, acredito que a menção do nome Raabe no Evangelho de Mateus, não faria qualquer sentido se não fosse em referência a Raabe citada no livro de Josué, pois qual seria a utilidade de citar uma personagem que é totalmente desconhecida do restante das Escrituras em uma genealogia tão importante?

Com base no capítulo 6 do livro de Josué, vemos que Raabe foi aceita com toda honra entre o povo de Israel, o que indica ser totalmente coerente que ela tenha se casado com um membro de uma família honrada, como é o caso de Salmom.

Também considero que não existe qualquer problema cronológico e, portanto, defendo que a Raabe de Jericó é a mesma Raabe que aparece na genealogia do Senhor Jesus no Evangelho de Mateus, esposa de Salmom, mãe de Boaz e ancestral do rei Davi.

Raabe no Novo Testamento

Como já vimos nos tópicos anteriores, Raabe é citada em três ocasiões no Novo Testamento. No Evangelho de Mateus (1:5), Raabe aparece na genealogia de Jesus, sendo uma antepassada dele segundo a carne. Aqui temos um exemplo do poder transformador da graça de Deus, que de uma prostituta estrangeira e pagã, fez uma mãe em Israel na linhagem do rei Davi.

As outras menções sobre Raabe estão em Hebreus 11:31 e Tiago 2:25. É incrível a forma com que Raabe é citada nessas referências. Na Epístola aos Hebreus, Raabe é incluída na Galeria dos Heróis da Fé, onde é enfatizada a sua fé que inspirou o ato tão decisivo praticado por ela. Já na Epístola de Tiago, o seu ato é enfatizado como uma expressão de sua fé.

Receber Estudos da Bíblia

Outras ocorrências do nome Raabe na Bíblia

O nome “Raabe” também aparece em outras passagens bíblicas, mas que em nada tem haver com a personagem Raabe.

Na verdade, no original encontramos algumas passagens no Antigo Testamento onde “Raabe” é um nome simbólico para se referir ao Egito, a ostentação, ao orgulho, e também aparecendo em textos onde se fala, principalmente, de julgamentos divinos, como é o caso nos Salmos 87:4; 89:10, e em Isaías 30:7; 51:9. No livro de Jó, por exemplo, Raabe é o nome de um monstro marinho usado como uma expressão figurativa para o orgulho (Jó 9:13; 26:12).

2 comentários em “Quem foi Raabe?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close