Quem Foram os Pré-Reformadores?

Os pré-reformadores foram pessoas que deram origem e lideraram alguns movimentos específicos contra as práticas e ensinos da Igreja Medieval, antes mesmo da Reforma Protestante que começou a tomar forma a partir de 1517, quando o monge alemão Martinho Lutero fixou suas 95 Teses na capela de Wittemberg.

Saiba também: o que são as 95 Teses de Lutero?

Nomes que se confundem aos pré-reformadores

Apesar de diversos nomes serem sugeridos como tendo sido pré-reformadores, nem todos eles devem ser considerados de fato alguém que encabeçou um movimento de pré-reforma, isso porque apesar de terem, de alguma forma, questionado os rumos da Igreja e do Cristianismo na Idade Média, seus conceitos eram um tanto quanto distantes do que foi realmente apresentado durante a Reforma.

Um exemplo disto é o caso do frade dominicano Jerônimo Savonarola (c. 1452-1498), de Florença na Itália. Muitas vezes ele é indicado como tendo sido um pré-reformador, mas quando suas obras e atuações são analisadas à luz do que realmente aconteceu após 1517, percebe-se que ele só pode ser considerado um pré-reformador se for simplesmente no aspecto moral e sociopolítico.

Ele se levantou contra a imoralidade tanto na sociedade como na Igreja, mas no campo teológico e doutrinário, Jerônimo Savonarola não pode ser considerado um pré-reformador com conceitos semelhantes aos adotados pelos reformadores, visto que sua grande ênfase era em uma reforma moral, e não doutrinária. Mesmo que seu foco não tenha sido o teológico, Savonarola foi condenado como herege e acabou enforcado.

Semelhantemente ao caso de Savonarola, vários outros movimentos anteriores podem ser pontuados, como por exemplo, o movimento dissidente liderado por Pedro Valdes, de Lião, que ficou conhecido como “Os Valdenses”, cujos seguidores mais tarde de fato abraçaram a Reforma Protestante.

Também tiveram outros movimentos que simplesmente focaram na vida devocional, sem romper com a Igreja ou criticar seus dogmas. Dentro desses movimentos surgiram nomes conhecidos como Johann Tauler, Meister Eckhart e Nicolau de Cusa.

Também um pouco antes da Reforma surgiram os chamados humanistas bíblicos, que eram pessoas que demonstraram grande interesse no estudo das Escrituras nos idiomas originais, produzindo obras que foram muito importantes na erudição bíblica do período da Reforma.

O nome mais proeminente desse grupo é o de Erasmo de Roterdã, que publicou uma versão grega do Novo Testamento com criticas à tradução latina da Vulgata.

Receber Estudos da Bíblia

Os pré-reformadores

Dois nomes são reconhecidos como tendo sido verdadeiros pré-reformadores que exerceram grande influência nos reformadores do século 16: John Wycliffe (c. 1325-1384) e John Huss (c. 1372-1415).

1. John Wycliffe era um sacerdote na Inglaterra, professor na Universidade de Oxford. John Wycliffe se levantou contra pontos centrais dos dogmas adotados pela Igreja Medieval. Ele protestou contra as irregularidades do clero, rejeitou os ensinos acerca da transubstanciação na Ceia do Senhor, do purgatório, do celibato e até das indulgências.

John Wycliffe também pregou contra as superstições e sincretismos que inundavam a Igreja da época, como a fé em relíquias sagradas, peregrinações com propósitos místicos e veneração de santos. John Wycliffe foi muito perseguido por conta de suas ideias, mas acabou morrendo devido a uma enfermidade. Alguns anos depois de sua morte, John Wycliffe foi condenado como herege pela Igreja no Concílio de Constança.

Seus restos mortais foram exumados e queimados, para que lhe fosse aplicada a sentença mesmo depois de morto. Os seguidores de John Wycliffe ficaram conhecidos como “Os Lolardos”, e valorizavam a Bíblia como regra de fé e prática.

2. John Huss era um sacerdote na Boêmia, professor da Universidade de Praga, e foi muito influenciado pela obra de John Wycliffe. John Huss defendia que o cabeça da Igreja é Cristo, e não o Papa, e pregava que essa Igreja deveria ser mais e mais semelhante à Cristo.

Além disso, John Huss entendia que as Escrituras possuem autoridade suprema, acima de tudo e todos. Ele acabou sendo condenado como herege pelo Concílio da Igreja e sentenciado à fogueira, onde morreu cantando salmos.

Os seguidores do John Huss ficaram conhecidos na História de Igreja como Irmãos Boêmios, que se tornaram precursores de outro importante grupo protestante conhecido como Irmãos Morávios.

Certamente os pré-reformadores foram homens levantados por Deus para protestar com coragem num período em que a Igreja havia se distanciado da verdade das Escrituras, e que acabaram contribuindo de forma muito importante para a Reforma Protestante no século 16.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar