Somos o Templo do Espírito Santo: O Que Isso Significa?

A Bíblia diz que nós somos o templo do Espírito Santo de Deus. Isso significa que o próprio Deus, na pessoa do Espírito Santo, habita em nós. Para entendermos corretamente o significado de ser o templo do Espírito Santo, precisamos considerar alguns pontos importantes.

O templo de Deus

A verdade de que somos o templo do Espírito Santo de Deus aponta primeiramente para a forma com que Deus manifestava a sua presença no Antigo Testamento. Na antiga aliança, Deus era adorado no Tabernáculo construído primeiramente no deserto e, mais tarde, no Templo construído em Jerusalém durante o reinado do rei Salomão.

O Templo era o local onde o Nome de Deus habitava, no sentido de que sua presença se manifestava de tal forma que todo o Templo enchia-se com a nuvem de sua glória (1 Reis 8:10,11). Na nova aliança, a presença de Deus habita em seu próprio povo, enchendo-os com o Espírito Santo, ou seja, a Igreja é o templo de Deus.

A Igreja é o templo do Espírito Santo

Existem várias passagens bíblicas que ensinam que o próprio Deus habita em sua Igreja. O apóstolo Paulo escreve que “nós somos o santuário do Deus vivo” (2 Coríntios 6:16), e que Jesus Cristo é a pedra angular, “no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo do Senhor” (Efésios 2:21).

Em 1 Coríntios, o mesmo apóstolo fala explicitamente sobre como o povo de Deus é o templo do Espírito Santo. Aqui vamos destacar duas passagens fundamentais sobre esse assunto: 1 Coríntios 3:16,17 e 6:19.

Receber Estudos da Bíblia

Embora esses versículos sejam muito semelhantes, o enfoque de Paulo é diferente em cada um deles. Em 1 Coríntios 3:16, ele está apontando para o povo de Deus em toda sua coletividade e, ao mesmo tempo, unidade, como sendo o santuário de Deus. Em outras palavras, ele não está tratando de cada individuo em particular como templo do Espírito Santo, mas está falando da Igreja, o completo Corpo de Cristo, como sendo o templo de Deus.

Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? (1 Coríntios 3:16)

No contexto dessa passagem, o apóstolo repreende os coríntios e ao mesmo tempo chama a atenção deles para o fato de que a Igreja é o único templo na qual Deus habita, de modo que a Igreja é santa porque o próprio Espírito de Deus habita nela.

Os que destroem o templo do Espírito Santo

No versículo seguinte, o apóstolo faz uma grave advertência ao dizer que “se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo” (1 Coríntios 3:17). Muitas pessoas interpretam esse versículo de forma completamente equivocada, pois não entendem que o foco de Paulo aqui continua sendo a comunidade dos redimidos, isto é, a Igreja.

Quando o apóstolo adverte sobre aqueles que procuram destruir o templo do Espírito Santo, ele se refere a todos que se dedicam a afrontar, corromper e se opor propositalmente a Igreja, seja por falsa doutrina ou mesmo por modo de vida mundano que busca influenciar os membros do corpo de Cristo ao erro.

Quem age assim não ficará impune, ao contrário, o próprio Deus o destruirá, pois aquele que se levanta contra a Igreja, se levanta contra o próprio Deus que habita nela. A Igreja é propriedade exclusiva de Deus, ela é santa em Cristo Jesus, separada do mundo, e Deus a protege e destrói os seus inimigos (2 Coríntios 6:14-16; cf. 1 Pedro 2:9).

O cristão é o templo do Espírito Santo

Na passagem estudada acima, vimos que Paulo fala que a Igreja é o templo do Espírito Santo. No entanto, em 1 Coríntios 6:19, ele enfoca os membros desse corpo de forma individual, ou seja, ele aplica a cada indivíduo o conceito de que a Igreja é o templo em que Deus habita, mostrando que isso implica no caráter pessoal da habitação do Espírito Santo em cada crente.

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (1 Coríntios 6:19)

O grande objetivo do apóstolo ao escrever esse versículo é lembrar os coríntios (e não só eles, mas a todos os cristãos) que o Espírito Santo habita dentro deles, pois mesmo o corpo físico de cada cristão pertence ao Senhor.

Aqui é interessante saber que dois termos gregos podem ser traduzidos como “templo”. O primeiro é hieron, e indica todo o complexo que formava o templo em geral. Já o segundo é naos, e refere-se especificamente ao templo em si, ao lugar mais sagrado. No Templo de Jerusalém, esse termo indicava o local onde ficava o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo, que para os judeus era onde Deus habitava com seu povo (Êxodo 36:31-34; cf. Hebreus 9:1-5).

O apóstolo Paulo utiliza justamente esse segundo termo, naos, para indicar que é no corpo individual de cada cristão que o Espírito Santo de Deus fixa residência. Sem dúvida muita gente não compreende tamanha honra que está envolvida nessa verdade. Palácios e mansões esplendorosas podem servir de habitação a reis, príncipes, celebridades e pessoas importantes, mas apenas o corpo daquele que foi redimido por Cristo é que pode servir de morada para o Espírito de Deus.

Deus se agrada de habitar no verdadeiro cristão por causa da presença santificadora do Espírito Santo, que faz com que o corpo daquele que nasceu de novo seja verdadeiramente um templo que recebe a presença Divina.

William Hendriksen, em seu comentário expositivo de 1 Coríntios, diz que “nós não somos os donos de nosso próprio corpo, porque Deus nos criou, Jesus nos redimiu e o Espírito Santo faz sua habitação dentro de nós”; e continua: “Por Deus ser dono de nosso corpo, nós somos mordomos dele e precisamos prestar contas a ele”. Isso realmente é uma verdade absoluta.

No contexto do capítulo 6 de 1 Coríntios, o apóstolo fala que o cristão é o templo do Espírito Santo ao tratar especialmente acerca do problema da imoralidade sexual, demonstrando que quem pratica tal coisa acaba profanando a habitação do Espírito, resultando tanto em dano espiritual como físico, para si e para outros (1 Coríntios 6:18).

Todavia, a mesma verdade se aplica a todas as práticas pecaminosas que afrontam a santidade de Deus e transgride a sua Lei. Ao escrever aos gálatas, o mesmo apóstolo ressaltou que as obras da carne caracterizam aqueles que andam segundo as suas próprias concupiscências, mas as virtudes do fruto do Espírito Santo identificam aqueles vivem e andam segundo o Espírito.

Portanto, aquele que é verdadeiramente templo do Espírito Santo, naturalmente será cada vez mais parecido com Cristo, moldado segundo a ação do Espírito de Deus, vivendo em contínua santificação, até que chegará o grande dia em que a habitação Divina no cristão alcançará sua mais perfeita e plena expressão, quando ele reinará com Deus por toda a eternidade nos novos céus e nova terra (Apocalipse 22:5).

Tag
Artigos relacionados

1 comentário em “Somos o Templo do Espírito Santo: O Que Isso Significa?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close