O Que Significa “Tira Primeiro a Trave do Teu Olho”?

A frase “tira primeiro a trave do teu olho” significa que o juízo hipócrita e imprudente é proibido. Jesus adverte seus seguidores a jamais estarem envolvidos nesse tipo de julgamento errado. Por isso ele diz: “Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão” (Mateus 7:5).

Esse ensinamento faz parte do conhecido Sermão da Montanha pronunciado pelo Senhor Jesus (Mateus 5:1-7:29). Nesse sermão Jesus trata de vários assuntos relacionados à ética do Reino de Deus. Especificamente o versículo que diz: “tira primeiro a trave do teu olho” antes de tirar o argueiro do olho do teu irmão, faz parte de uma seção do sermão onde o tema sobre a forma correta em fazer juízo está em evidência (Mateus 7:1-6).

Contudo, é verdade que muita gente não compreende o significado correto desse ensino de Jesus. Inclusive, frequentemente as pessoas lançam mão desse texto na tentativa de afirmar que os cristãos jamais devem julgar alguém. Mas o contexto imediato dessa passagem não deixa qualquer dúvida de que esse tipo de interpretação é equivocado.

Tira a trave do teu olho primeiro

A frase “tira primeiro a trave do teu olho” é um apelo contra a hipocrisia. Isso fica claro nas duas perguntas precedentes: “Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu?” (Mates 7:3,4).

Jesus usa uma ilustração com base na figura do olho para denunciar o comportamento hipócrita que leva ao juízo errado. O olho é uma das partes mais sensíveis do corpo humano. Um pequeno cisco no olho já é suficiente para causar um grande incômodo.

Então quando Jesus fala sobre alguém que possuí uma trave em seu próprio olho, e ainda assim tenta remover um argueiro do olho de outra pessoa, ele destaca o quão patético e sem sentido é esse tipo de comportamento. Na verdade ele chega até ser impossível! Uma pessoa que possui um cisco em seu olho, muitas vezes nem mesmo consegue manter aberto o olho irritado. W. Hendriksen compara essa ilustração de Jesus à cena de um oftalmologista cego tentando realizar uma cirurgia num olho alheio.

O Senhor Jesus ainda usa a linguagem do exagero propositalmente. Ele não diz que a pessoa que tenta tirar o argueiro do olho do seu irmão também tem um argueiro em seu próprio olho; mas diz que essa pessoa tem uma trave em seu olho.

A palavra “trave” nesse texto traduz um termo grego que significa literalmente “viga”. Esse termo é usado para designar uma viga de sustentação. Já a palavra “argueiro” traduz um vocábulo grego que significa “pequeno ramo seco” ou “palhiço”. A ideia dessa palavra nesse texto é indicar justamente um cisco ou uma pequena farpa em contraposição a enorme viga.

Para tentar tirar o argueiro do olho do teu irmão

Imediatamente depois de Jesus dizer: “tira primeiro a trave do teu olho”, Ele completa dizendo: “então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão”. Isso quer dizer que, de fato, Jesus está proibindo certos tipos de julgamento, mas não todo tipo de julgamento.

É verdade que o Senhor Jesus inicia sua porção de ensino sobre o juízo dizendo: Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também” (Mateus 7:1,2).

Mas note que no mesmo sermão Jesus incentiva o juízo correto como algo absolutamente necessário. Por isso Ele diz que jamais devemos dar as coisas sagradas aos cães; e nem jogar pérolas aos porcos (Mateus 7:6). Depois, advertindo contra os falsos profetas, Jesus fala de lobos roubadores disfarçados de ovelhas. Ele também assegura que “pelos frutos os conhecereis” (Mateus 7:15,16). Obviamente tudo isso implica em fazer julgamento.

Então o crente não está impedido de julgar o comportamento de alguém que é contrário aos princípios bíblicos ou que causa escândalo ao Evangelho. Na verdade ele está impedido de fazer o julgamento hipócrita que é apoiado em sua própria justiça; isso porque, em si mesmo, ele não é melhor que o faltoso. Por esse motivo, o crente precisa primeiro tirar a trave do seu olho e só então fazer juízo apoiado na vontade de Deus revelada nas Escrituras.

Receber Estudos da Bíblia

A importância do juízo correto

Como foi dito, o foco do ensino de Jesus ao dizer “tira primeiro a trave do teu olho” é ressaltar o julgamento justo que não é feito sob as bases da hipocrisia e justiça própria, mas sob as bases do discernimento cuidadoso fundamentado no zelo pela Palavra de Deus.

Nas palavras Jesus, após alguém remover a trave do seu próprio olho, essa pessoa passa a poder enxergar claramente. Só então ela terá condições de ajudar o outro que sofre com um cisco no olho. Isso quer dizer que o ato de julgar-se a si mesmo não apenas serve para que possamos reconhecer nossas falhas e limitações, mas também para que possamos nos preparar para servir ao próximo.

Os fariseus do tempo de Jesus eram exemplos de pessoas que tentavam tirar o argueiro do olho do próximo enquanto tinham traves em seus próprios olhos. W. W. Wiersbe diz que os fariseus julgavam e criticavam os outros para exaltar a si mesmos. Mas os crentes devem julgar a si mesmos para ajudar a exaltar os outros. Depois de fazer um julgamento honesto diante de Deus e de remover aquilo que nos cegava, o cristão estará pronto para ajudar os outros e para julgar suas ações corretamente.

Em outra ocasião o Senhor Jesus diz: “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça” (João 7:24). Portanto, o versículo que diz “tira primeiro a trave do teu olho” é, antes de tudo, um convite ao auto-exame à luz da Palavra de Deus, para que qualquer sentimento pecaminoso seja removido pela soberana graça e misericórdia divinas. Somente assim os genuínos seguidores de Cristo poderão servir de instrumento para a restauração daquele irmão que sofre com um argueiro em seu olho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close