O Que a Bíblia Diz Sobre Vícios e Jogos de Azar?

Muitos se perguntam: O que a Bíblia diz sobre vícios e jogos de azar? Como a ética cristã enxerga essa questão? Existem assuntos que a Bíblia não trata especificamente. Porém isto não significa que ela nos deixa sem respostas. Não há um versículo bíblico que condene explicitamente os jogos de azar, mas existem vários versículos que exortam acerca da importância da boa administração dos recursos financeiros e condenam a cobiça e o amor ao dinheiro.

Já a questão dos vícios é bastante abrangente, pois uma pessoa pode ser viciada em muitas coisas e não apenas em jogos de azar. Por exemplo: drogas ilícitas, álcool, cigarro, medicamentos, pornografia etc.

O pecado dos vícios

Seja qual for o vício, obviamente ele configura pecado. Os vícios tiram o equilíbrio e o bom senso de uma pessoa. Muitos vícios atentam contra o bom relacionamento de alguém; destroem a vida familiar; colocam o viciado em situações de risco, inclusive de morte; prejudicam a saúde e muitos outros.

Alguns vícios são tratados mais explicitamente nas Escrituras. Um exemplo disto é o alcoolismo. Do Antigo ao Novo Testamento a Bíblia condena a embriaguez. O escritor de Provérbios escreve que o alcoolismo pode ser um dos agentes que conduzem alguém à miséria (Provérbios 23:21).

Depois ele traz uma advertência acerca da necessidade em resistir ao desejo pela embriaguez, mostrando que no final seu prazer não vale a pena (Provérbios 23: 31,32). O mesmo princípio bíblico que condena o alcoolismo, também serve para condenar o vício em outros tipos de drogas, lícitas ou ilícitas.

No Novo Testamento essa mesma advertência é mantida. O apóstolo Paulo menciona a embriaguez na lista das obras da carne. Na verdade nessa mesma lista não exaustiva, o apostolo menciona vários outros vícios, destacando principalmente aqueles relacionados à imoralidade sexual (Gálatas 5:20,21).

  • Veja também: Quer melhorar o aproveitamento de suas aulas da EBD? Conheça um curso completo de formação para professores e líderes da Escola Bíblica Dominical. Conheça aqui! (Vagas Limitadas)

Os jogos de azar

Por trás dos jogos de azar, em última análise estão o amor ao dinheiro e a cobiça em querer multiplicá-lo. Essa cobiça é tão agressiva que a pessoa que está presa nesse tipo de vício não é capaz de parar; mesmo perdendo em grandes quantidades aquilo que ela deseja multiplicar: o dinheiro.

Existem muitos textos bíblicos que falam sobre como o amor ao dinheiro é prejudicial. Paulo escreve a Timóteo dizendo que o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e que por essa cobiça pela riqueza, algumas pessoas causam a si mesmas muitos sofrimentos (1 Timóteo 6:10). O escritor de Hebreus diz o mesmo. Ele aconselha os cristãos a conservarem-se livres do amor ao dinheiro (Hebreus 13:5).

Além de tudo isso, os jogos de azar também podem ser caracterizados como uma tentativa de enriquecimento fácil. A tentativa de enriquecimento fácil sem ser pelo esforço do trabalho é visto na Bíblia como algo desonesto. Esse tipo de riqueza não trás prosperidade e acaba facilmente (Provérbios 13:11). Saiba também o que é prosperidade à luz da Bíblia.

Em muitos casos os jogos de azar também destroem famílias. Inúmeras pessoas já perderam todos os seus bens, incluindo suas casas, por causa do vício em jogos de azar. De forma geral, a Bíblia convida os cristãos a zelarem por suas famílias e a administrarem seus bens com sabedoria (cf. 1 Timóteo 5:8). Obviamente esse tipo de recomendação se choca com o vício em jogos de azar.

O cristão também deve considerar que muitos jogos de azar são utilizados para financiar práticas criminosas. Por isto em muitos países alguns desses jogos são considerados ilegais.

Receber Estudos da Bíblia

A ética cristã e os vícios

Não há dúvida de que qualquer natureza de vício é condenada nas Escrituras. Com relação aos jogos de azar, apesar de não haver uma proibição explicita sobre eles na Bíblia, é correto dizer que a ética cristã também reprova sua prática.

Isto porque a ética cristã se baseia na Palavra de Deus como um todo, e indica pressupostos que são derivados legitimamente dela. Muitas vezes a Bíblia não traz uma recomendação explicita acerca de uma determinada prática, mas de forma implícita a proíbe. Então a ética cristã percebe esse padrão e o indica como norma de conduta da vida cristã.

Como vencer os vícios?

Os cristãos que estão tendo que lidar com algum tipo de vício também precisam saber que é possível vencer essa situação. Algumas pessoas pensam que na regeneração qualquer tipo de vício ou tendência pecaminosa é automaticamente abolido. Mas a Bíblia diz que o processo de libertação do pecado é longo e ocorre em diferentes etapas.

Sem dúvida aquele que nasceu de novo foi libertado da culpa do pecado. Ele já está justificado! Agora, após o novo nascimento, o cristão experimenta um processo que se estende por toda sua vida terrena: a santificação. Através da santificação é que Deus vai libertando o regenerado do poder do pecado.

É nesse estágio que ocorre a guerra entre a carne e o Espírito (Gálatas 5:17,18). A carne deseja os vícios pecaminosos, e sozinho o cristão não é capaz de subjugá-la. Mas o Espírito Santo que habita no crente se opõe aos desejos da carne e o habilita a vencer esses vícios. O verdadeiro cristão pertence ao Senhor Jesus! Sua carne, juntamente com suas paixões e desejos, foi crucificada com Cristo (Gálatas 5:24).

O apóstolo Paulo explica qual é o caminho para superar os vícios da carne: viver e andar pelo Espírito (Gálatas 5:25). Quando o crente é guiado pelo Espírito, ao invés dos vícios da carne, sua vida apresenta as virtudes do fruto do Espírito. Saiba mais sobre como vencer o pecado.

4 comentários em “O Que a Bíblia Diz Sobre Vícios e Jogos de Azar?”

  1. A paz do Senhor;quero parabenizar a toda a equipe pelo belo trabalho em prol da ebd… agora tenho uma crítica a fazer:os comentários chegam muito atrasado!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close