Poder do Alto Contra as Hostes da Maldade

A Palavra de Deus promete aos verdadeiros cristãos poder do alto contra as hostes da maldade. A Bíblia diz que o crente está envolvido numa intensa batalha contra as hostes espirituais da maldade. Isso significa que os seguidores do Senhor Jesus não lutam contra um exército humano. Eles lutam contra um exército espiritual do mal.

O apóstolo Paulo fala muito claramente sobre isto. Ele diz que nossa luta não é contra a carne e sangue, mas contra principados e potestades; contra os dominadores deste século; contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Efésios 6:12).

Essa descrição feita por Paulo indica de fato que o reino das trevas se organiza com o objetivo de fazer oposição à obra de Deus. Expressões como “principados e potestades”, “dominadores ou governantes deste século” e “hostes espirituais da maldade” indicam justamente essa organização das trevas. A palavra hostes, por exemplo, significa literalmente “tropas”, “forças armadas” ou “exército”.

  • Veja também: Quer melhorar o aproveitamento de suas aulas da EBD? Conheça um curso completo de formação para professores e líderes da Escola Bíblica Dominical. Conheça aqui! (Vagas Limitadas)

O poder do alto

Para vencer as hostes da maldade, isto é, o exército espiritual maligno, o crente deve contar com a capacitação que vem de Deus. O apóstolo Paulo ensina que nessa guerra contra as hostes da maldade o cristão deve estar revestido com a armadura de Deus.

Antes disso, o próprio Senhor Jesus indicou que o ministério de proclamação do Evangelho pelo mundo não seria uma tarefa fácil. Isso significa que o avanço do Reino de Deus na terra enfrentaria muita oposição maligna. Mas após a ressurreição, Jesus Cristo disse aos seus apóstolos que Ele enviaria o dom do Espírito Santo prometido pelo Pai. Ele disse: “Eis que vos envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, em Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder” (Lucas 24:49).

O livro de Atos dos Apóstolos registra o cumprimento dessa promessa. No capítulo 1 lemos sobre como os apóstolos permaneceram reunidos em Jerusalém juntamente com os demais seguidores do Senhor Jesus esperando a realização dessa promessa.

Já no capítulo 2 lemos sobre como essa promessa foi cumprida e o Espírito Santo foi derramado entre os cristãos reunidos no cenáculo no dia de Pentecostes. A partir daí, o mesmo livro registra em detalhes como o Evangelho avançou por todas as partes nos primeiros anos da Igreja; e como as hostes da maldade foram sendo destruídas pelo poder que vem de Deus. Leia também um estudo sobre o batismo com o Espírito Santo.

Receber Estudos da Bíblia

A vitória contra as hostes da maldade

Com o poder que vem do alto, isto, é com a virtude do Espírito Santo, os crentes podem vencer as hostes da maldade. A promessa do Senhor Jesus garantia que quando seus discípulos recebessem o poder do alto, eles seriam suas testemunhas; tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra (Atos 1:8).

Ainda durante o ministério terreno de Jesus, Ele enviou uma comissão de setenta discípulos a todas as cidades de sua região para anunciar o Evangelho. Esse anúncio seria acompanhado de sinais que, naquele contexto, serviria para atestar a veracidade da mensagem anunciada; pois o Reino de Deus havia chegado.

Após aquela missão bem sucedida, os discípulos retornaram ao Senhor alegres pelo que tinham presenciado. Então Jesus lhes disse: “Eu via Satanás, como raio, cair do céu” (Lucas 10:18). Em outras palavras, Jesus estava dizendo que o império das trevas estava ruindo; as hostes da maldade estavam sendo derrotadas; as forças malignas estavam sendo destruídas.

Em seguida, o Senhor Jesus ainda promete: “Eis que vos dou poder para pisar serpentes escorpiões, e toda a força do inimigo; e nada vos fará dano algum. Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem; e sim porque o vosso nome está escrito nos céus” (Lucas 10:19,20).

Como já foi dito, no livro de Atos dos Apóstolos temos os registros sobre como essa promessa começou a ser cumprida de forma poderosa. Os mensageiros de Deus, habilitados com o poder do Espírito Santo, fizeram com que a mensagem do Reino de Deus alcançasse diferentes nações, tribos e línguas.

As hostes da maldade não puderam impedir o ministério daqueles que receberam o poder do alto. Mesmo que uma testemunha de Cristo encontrasse o martírio pela causa do Evangelho, Deus levantava muitas outras para fazer crescer ainda mais Sua obra.

As hostes da maldade têm sido derrotadas desde então

O diácono Estêvão foi morto por anunciar o Evangelho; mas a perseguição que se seguiu após sua morte deu ocasião para que o Evangelho se espalhasse por outros lugares além de Jerusalém. Naquele contexto, outro diácono, Filipe, anunciou poderosamente as boas-novas da salvação aos Samaritanos.

Pelo poder do Espírito Santo Filipe pregou acerca do Reino de Deus e multidões foram convertidas a Cristo (Atos 8:5-12). As hostes da maldade estavam sendo esmagadas! Nem mesmo a rivalidade entre judeus e samaritanos podia impedir o avanço do Evangelho. O Reino de Deus havia chegado reunindo judeus, samaritanos e gentios num só Corpo.

O poder para realizar todas essas coisas realmente era sobrenatural. Não era um poder que podia ser comprado ou negociado. Simão, o mágico, até tentou adquirir esse poder por seus próprios recursos.

Mas o apóstolo Pedro logo lhe advertiu: “O teu dinheiro seja contigo para a perdição; pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro. Não tens parte nem sorte neste ministério, porque teu coração não é reto diante de Deus” (Atos 8:20). O poder que vem do alto e que habilita o homem a anunciar o Evangelho, mesmo contra as hostes da maldade, não acompanha uma profissão de fé nominal e sem arrependimento.

Depois de Filipe, Deus levantou e capacitou com o poder do alto muitas outras pessoas. Não importava a oposição que surgia, o Evangelho avançava vigorosamente. Enquanto mártires caíam de um lado, de outro novos missionários se engajavam na proclamação da mensagem do Reino de Deus. O apóstolo Tiago, por exemplo, foi morto naquele tempo, mas Deus levantou outro apóstolo, Paulo de Tarso, que foi o maior missionário da história da Igreja.

A obra de Deus continua avançando. De fato as hostes da maldade jamais podem resistir ao poder do alto; jamais podem impedir que pela virtude do Espírito Santo os seguidores de Cristo anunciem o Evangelho por todo o mundo.

1 comentário em “Poder do Alto Contra as Hostes da Maldade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close