Por Que Jesus Chorou? Quantas Vezes Jesus Chorou?

A Bíblia registra três ocasiões em que Jesus chorou. Jesus chorou quando seu amigo Lázaro morreu; quando Ele olhou para Jerusalém alguns dias antes de ser crucificado; e quando orou ao Pai sentido a angustia da morte iminente.

Apesar de Jesus ter chorado por diferentes motivos, suas lagrimas também indicam a condição principal para Ele ter chorado: Jesus chorou por que Ele é verdadeiramente homem. Sim, o choro de Jesus é mais uma prova de sua genuína humanidade.

Ao mesmo tempo em que a Bíblia afirma a sua plena divindade, ela também afirma a sua plena humanidade. Durante seu ministério terreno, a Bíblia registra diversos detalhes que o revelam como um humano. Ele sentiu fome, sede, cansaço e todas as emoções comuns aos homens, inclusive a tristeza, a ponto de chorar. Diferentemente de nós, a única coisa que Ele não fez foi pecar. Entenda melhor a humanidade de Cristo.

Então isso indica que quando Jesus chorou, suas lagrimas não estavam acompanhadas das manchas do pecado. Ele não chorou por propósitos egoístas, por mágoas pecaminosas ou movido por um sentimento meramente superficial. Jesus chorou ao expressar sua mais pura e santa emoção. Quando Jesus chorou, em suas lágrimas estava envolvida a mais elevada compaixão, como jamais o mundo viu.

Jesus chorou a morte de Lázaro

A Bíblia diz que quando Jesus viu os familiares de Lázaro chorando sua morte, comoveu-se profundamente e chorou (João 11:35). O termo grego aplicado neste texto indica um choro silencioso.

Ali Jesus estava derramando lagrimas que expressavam legitimamente seu amor. Ele não chorou apenas por Lázaro, mas também pela dor de suas queridas amigas, Marta e Maria, e por aqueles que verdadeiramente sentiam a perda de Lázaro. Conheça a história de Lázaro.

Receber Estudos da Bíblia

Jesus chorou sobre Jerusalém

Essa é a segunda ocasião em que a Bíblia registra Jesus chorando (Lucas 19:41-44). Mas desta vez o motivo de suas lagrimas era diferente, e o tipo de choro também. Se diante do tumulo de Lázaro Jesus chorou silenciosamente, diante de Jerusalém ele proferiu um lamento em voz alta.

Isto aconteceu em conexão com sua entrada triunfal na cidade. Ele veio cavalgando em um jumentinho enquanto a multidão gritava com euforia: Hosana ao Filho de Davi!” (Mateus 21:9). Aquele foi o momento em que Jesus se revelou abertamente como o Messias diante dos judeus.

O clamor da multidão que o saudava apontava para sua posição messiânica. De fato aquelas pessoas tinham reconhecido em Jesus o seu Messias. Porém, o povo tinha entendido errado a natureza do ministério messiânico de Cristo. A multidão pensava que Jesus era um Messias que lhes conduziria à vitória terrena.

Desta forma, os judeus falharam em reconhecer o verdadeiro caráter do Messias Jesus. Seu clamor era superficial. Eles desejavam um rei terreno e rejeitaram o Rei celestial. Então enquanto a multidão se alegrava pelos motivos errados, Jesus chorava pelos motivos certos. Por onde quer que Ele olhasse, Ele só poderia ver o pecado daquela cidade e de seu povo. Ali, diante dos olhos santos de Jesus, só havia motivos para chorar.

Naquela ocasião Jesus anunciou o que aconteceria àquela cidade, ao seu Templo e à sua população. A rejeição ao Messias levaria Jerusalém à guerra e não à paz. Ela seria destruída com seus filhos dentro, porque não reconheceu a ocasião em que Deus a visitou (Lucas 19:42-44).

Jesus chorou orando ao Pai

Jesus chorou de forma agonizante enquanto orava ao Pai no Getsêmani. Ele estava prestes a suportar sobre si toda a ira de Deus por causa do fardo do pecado de seu povo que Ele aceitou carregar. Naquele momento de terrível agonia ele clamou ao Pai com lágrimas.

O escritor de Hebreus descreve esse momento da seguinte forma: “Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte e tendo sido ouvido por causa da sua piedade” (Hebreus 5:7).

A agonia e o sofrimento de Jesus naquele momento foram tão intensos, que o evangelista Lucas informa que seu suor tornou-se como sangue (Lucas 22:44). Mas conforme o autor bíblico ressalta, o choro de Jesus foi respondido pelo Pai. Ele não foi livrado do horror da cruz, mas foi ressuscitado dentre os mortos.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar