Jesus Suou Sangue? Alguém Pode Suar Gotas de Sangue?

A Bíblia diz que Jesus suou sangue quando estava orando no Getsêmani na noite em que foi traído. Depois de celebrar a última Páscoa com seus discípulos e instituir a Ceia, Ele partiu para o Monte das Oliveiras com o objetivo de orar (Lucas 22:39).

Quando chegaram ao lugar escolhido do monte, Jesus deu instruções para que seus discípulos permanecessem em oração, algo que eles não conseguiram atender. Então Jesus se afastou um pouco, e, de joelhos, orava ao Pai (Lucas 22:41).

É interessante saber que naquela época era costume das pessoas orarem em pé. Mas naquele momento Jesus ajoelhou-se. Mateus escreve que Ele “caiu com o rosto em terra” (Mateus 26:39). O peso da angustia o estava esmagando. Por isto ele suplicava ao Pai que, se fosse possível, fizesse passar aquele cálice, isto é, aquela terrível experiência iminente.

Enquanto orava intensamente no Getsêmani, o texto bíblico revela que o suor de Jesus se tornou como gotas de sangue caindo sobre a terra. O evangelista Lucas foi o único que registrou o detalhe de Jesus ter suado gotas de sangue (Lucas 22:44). Os outros Evangelhos Sinóticos não revelam este detalhe. Aqui vale lembrar que Lucas era um médico. Talvez isto possa explicar por que suas obras costumam fornecer maiores detalhes nesse sentido.

É possível suar sangue?

Sim, é possível suar sangue, apesar de ser algo extremamente raro. A literatura médica chama essa condição de hematidrose. Apesar de ainda haver alguns mistérios envolvendo episódios de hematidrose, normalmente sua ocorrência está relacionada a uma condição de extremo estresse físico e psicológico.

Então em alguns casos a tensão é tão violenta, que pode provocar a dilatação dos vasos subcutâneos, especialmente daqueles próximos das mucosas e glândulas sudoríparas. Esses vasos acabam se rompendo, e sangue e suor se misturam na transpiração. Neste caso, os pequenos coágulos de sangue tingem de vermelho as gotas de suor.

Receber Estudos da Bíblia

Por que Jesus suou gotas de sangue?

Conforme o contexto indica, no momento em que o suor de Jesus se tornou como sangue, Ele estava experimentando um estado de angústia devastador. Seu estado psicológico estava dilacerado, combinando profunda angústia, sensibilidade aguda e suplica intensa (Lucas 22:44). Lucas também informa que até mesmo um anjo do céu apareceu para confortá-lo.

O escritor de Hebreus diz algo que lança luz sobre o sofrimento de Jesus Cristo em sua intercessão. Ele escreve que Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas (Hebreus 5:7). Algumas pessoas pensam que foi um milagre Jesus ter suado sangue, quando na verdade é exatamente o contrário disto. O fato de Jesus suar sangue é um claro indicativo bíblico acerca de sua plena humanidade. Saiba mais sobre a humanidade de Jesus.

Contudo, nós fomos a causa principal de Jesus ter suado sangue. Nosso pecado foi a causa de seu castigo. Por causa da nossa rebelião Ele estava prestes a experimentar o abandono do Pai e sofrer todo peso da justiça de Deus.

O ápice de sua angústia pode ser percebido quando na cruz ele exclamou: Eloí, Elói, lamá sabactâni (Mateus 27:46). O fato de Jesus ter derramado gotas de sangue misturado ao seu suor, sem dúvida também revela seu profundo amor pelos perdidos que resgatou.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

3 Comentários

    1. Olá Adilson. sim, isto está sendo dito muito claramente no texto (“o suor de Jesus se tornou como gotas de sangue caindo sobre a terra”). O suor de Jesus se tornou como gotas de sangue porque suor e sangue se misturaram. Mas quando falamos popularmente que Jesus suou sangue estamos apenas aplicando o princípio da linguagem do observador. Se pudéssemos presenciar o momento em que isto aconteceu com Jesus, não iríamos enxergar o rompimento de alguns de seus vasos sanguíneos subcutâneos e a mistura exata nesse momento de suor e sangue. Iríamos enxergar apenas um suor avermelhado. Por isto é comum dizermos que Jesus suou sangue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar