Jesus Não Sabia a Data de Sua Volta?

Jesus não sabia a data de sua volta? Esta é a pergunta de muita gente ao ler o sermão escatológico de Jesus onde Ele declara não saber o dia de sua vinda. Falando aos seus discípulos sobre seu retorno, o Senhor Jesus declarou: “Quanto ao dia e a hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão somente o Pai” (Mateus 24:36; cf. Marcos 13:32).

O que podemos dizer sobre esta questão é que ela pertence a um dos pontos mais complexos dentro do estudo teológico. Essa declaração de Jesus dizendo não saber o dia de sua volta nos remete diretamente ao mistério de sua encarnação.

Jesus não sabia o dia de sua vinda?

A Bíblia afirma a plena humanidade e divindade de Cristo, sem que uma anule a outra. Enquanto esteve na terra, Jesus era plenamente Deus e plenamente homem. Essa é uma doutrina incontestável das Escrituras e devemos aceitá-la pela fé.

Existem muitas referências bíblicas que confirmam que Jesus é Deus (cf. Salmo 110:1-4; Isaías 7:14; Malaquias 3:1; Mateus 1:23; Marcos 1:2; 12:37; Lucas 1:76; João 1:1; 20:28; etc.). Entenda melhor por que Jesus é Deus. Da mesma forma, muitas outras passagens também revelam sua plena natureza humana.

A Bíblia diz claramente que, como homem, Jesus nasceu, cresceu, aprendeu atividades, sentiu dor, fome, cansaço e esteve submetido a todas as outras limitações humanas que experimentamos, com exceção do pecado. Podemos citar aqui alguns exemplos diretos sobre isso. O evangelista Lucas escreve que durante sua infância e juventude, Jesus crescia e se fortalecia, enchendo-se de sabedoria (Lucas 2:40). Durante sua tentação no deserto, Jesus jejuou quarenta dias e quarenta noite. Logo depois, o texto bíblico diz que ele teve fome (Mateus 4:2).

O apóstolo João registra a vez em que Jesus sentou-se junto da fonte de Jacó por estar cansado do caminho que percorrera (João 4:6). Na noite que em foi traído, o próprio Jesus confessou a seus discípulos que sua alma estava profundamente triste (Mateus 26:38). Depois, o escritor de Hebreus escreve que naquele dia Jesus ofereceu orações e súplicas ao Pai, em alta voz e com lágrimas (Hebreus 5:7-9).

Em outra ocasião de seu ministério, Jesus fez uma declaração semelhante a essa em que Ele disse não saber a data de sua volta. Jesus estava cercado por uma grande multidão quando alguém lhe tocou. Então Ele perguntou: “Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com Ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou?” (Lucas 8:45).

De fato a pergunta de Jesus era sincera. Ele realmente não sabia quem lhe tinha tocado. Por outro lado, em determinadas situações Jesus também demonstrava ter conhecimento sobrenatural das coisas, geralmente em relação a fatos importantes acerca de sua obra redentora (João 2:24-25).

Mas de fato nosso raciocínio humano não tem capacidade suficiente para entender tudo o que envolve essa verdade. É impossível explicar completamente como as duas naturezas, humana e divina, se relacionam e não se confundem na única pessoa de Cristo.

Alguém pode até dedicar a vida a estudar este tema; porém não conseguirá chegar à conclusão alguma além do que a Bíblia realmente diz. O escritor da carta aos Hebreus trata bastante desse assunto. Ele enfatiza que tais experiências humanas de Jesus nos garantem que podemos recorrer a Ele a qualquer momento; e devemos fazer isto na certeza de que nele está a ajuda de que precisamos (Hebreus 4:15). Saiba mais sobre a natureza humana de Jesus.

Receber Estudos da Bíblia

Como homem, Jesus não sabia a data de sua volta

O apóstolo Paulo foi quem escreveu o texto mais explicativo sobre o mistério da encarnação de Cristo. Ele diz que Jesus Cristo, “embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!” (Filipenses 2:5-8).

Podemos notar que Paulo afirmou categoricamente que Cristo Jesus, sendo Deus, para tornar-se semelhante aos homens, ou seja, para experimentar a plena natureza humana em seu processo de humilhação, esvaziou-se a si mesmo. Isso significa que Ele esvaziou-se de algumas de suas prerrogativas como Deus para poder ser encontrado em forma humana. Isso fica claro quando Paulo diz: “não considerou que o ser igual a Deus era algo que devia apegar-se”.

Também é importante entender que esse auto-esvaziamento não significa que Ele se esvaziou de sua divindade. O Filho não abriu mão de seus atributos, mas voluntariamente deixou a glória celestial e se encarnou. Por isso Ele é plenamente Deus e plenamente homem, isto é, duas naturezas em uma única pessoa.

Portanto, em forma humana, Jesus não sabia o dia de Sua volta. Esse desconhecimento que Jesus demonstrou em seu ministério terreno é uma das características do que Paulo descreveu como “humilhou-se a si mesmo”. Não há qualquer razão para supor que quando Jesus disse não saber a data de sua vinda, Ele não estava sendo sincero. Nada nos faz acreditar que em seu sermão escatológico Jesus tentou dizer algo diferente do que realmente disse.

Se naquela ocasião Jesus disse que não sabia a data de sua volta, é porque, de fato, Ele não sabia. É importante mais uma vez ressaltar que há coisas que a Bíblia afirma, mas não explica. Não somos capazes de compreender o ser de Deus e os seus atributos em toda sua plenitude. É por isso que se torna essencial recebermos a Palavra de Deus pela fé.

Portanto, Jesus foi completamente honesto quando disse que não sabia a data de sua volta. Então, totalmente em harmonia e condizente com sua encarnação, naquela ocasião Jesus declarou: “O dia e a hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão somente o Pai”.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

10 Comentários

  1. Eu enviei está pergunta pra um site e não conseguira me responde de forma satisfatória. É claro que há um mistério… Ninguém sabe o dia da vinda de Jesus, somente o pai. Mas Essa explicação enviada por vocês é bem esclarecida embora que o dia da vinda de Jesus ninguém sabe. É mistério. Parabéns a equipe estilo adoração.

  2. A Paz do Senhor para todos. Agradeço ao nosso Deus por existir ainda pessoas dotadas de sabedoria pelo Espirito Santo para explicar as Sagradas Escrituras. Infelizmente, as pessoas não estão preocupadas em dá o verdadeiro alimento nas igrejas, que é a Palavra como Ela é.Todos os estudos que fiz aqui foram úteis para o meu crescimento espiritual. A humildade na explicação é tamanha, que o Senhor continue abençoando poderosamente.

    1. A preocupação é ensinar o povo a contribuir financeiramente para o crescimento financeiro. Em nenhuma parte do NT, Cristo e os apóstolos ensinam galardão terreno. Pior ainda é quando associam as ofertas e dízimos (que para a Igreja não existe mais dízimo) a conseguir galardão celestial. Por isso devemos estudar a Palavra e sempre nos enchermos dos ensinamentos espirituais de Cristo!

  3. Jesus quando disse que não sabia o dia na qual Ele iria voltar, falava como homem, Filipenses 2:5-8 – mas hoje Ele sabe o dia de sua volta, pois quando o mesmo ressuscitara proferiu uma frase célebre: É me dado todo poder nos céus e na terra, ou seja: morreu não sabendo e ressuscitou sabendo, pois morre homem, mas ressuscita Deus, Trindade, IMULTÁVEL – ONIPOTENTE – ONIPRESENTE – ONISCIENTE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar