O Que Significa INRI na Cruz de Cristo?

A sigla INRI é a abreviação da frase latina Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum escrita na cruz de Cristo, e significa “Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus”. De acordo com o texto bíblico, essa inscrição foi colocada numa placa pregada na cruz, por cima da cabeça de Jesus.

A Bíblia diz que essa inscrição representada popularmente pela sigla INRI, foi escrita em aramaico, latim e grego. Esses três idiomas eram os mais falados em toda aquela região, de modo que qualquer pessoa, independentemente do seu local de origem, podia entender o que estava escrito naquela placa. Portanto, como já foi dito, a sigla INRI tem a ver com a versão em latim do conteúdo da placa.

Os quatro Evangelhos mencionam a placa que foi pregada na cruz de Jesus. No entanto, há pequenas variações entre os evangelistas na forma como eles registraram o conteúdo da inscrição.

O evangelista Mateus, por exemplo, registra que na placa havia a seguinte inscrição: “Este é Jesus, o Rei dos Judeus” (Mateus 27:37). O evangelista Marcos, por sua vez, relata simplesmente que na placa pregada na cruz havia uma acusação contra Jesus que dizia: “O Rei dos Judeus” (Marcos 15:26). Lucas, no seu relato do Evangelho, informa que sobre Jesus na cruz estava escrito: “Este é o Rei dos Judeus” (Lucas 23:38).

Por fim, o evangelista João relatou que na placa colocada acima da cabeça de Jesus na cruz havia a identificação: “Jesus Nazareno, o Rei dos Judeus” (João 19:19). Obviamente, a sigla INRI foi baseada na versão da inscrição registrada por João. Os estudiosos acreditam que provavelmente essas pequenas diferenças na inscrição teve a ver com o fato de que a inscrição estava escrita em três idiomas diferentes. No entanto, independentemente do idioma, a inscrição afirmava de forma clara a identificação de Jesus como rei dos judeus.

A placa fixada na cruz de Jesus

Antes de ser crucificado, primeiro Jesus passou por um longo julgamento. As autoridades judaicas queriam garantir a condenação de Jesus de qualquer forma. Inclusive, o Sinédrio usou até mesmo falso testemunho para buscar uma acusação contra Jesus, até que no final acabaram acusando Jesus de blasfêmia.

O problema é que naquele tempo a Judeia era uma província romana, e o Sinédrio não tinha autonomia de aplicar a pena capital num condenado. Para isso, a corte judaica precisava da posição do governador romano da província, que à época era Pôncio Pilatos (João 18:31).

Quando os líderes judeus levaram Jesus perante Pilatos, eles se esforçaram para mostrar ao procônsul romano que Jesus era uma ameaça ao Império. O assunto que permeou o julgamento de Jesus foi a suposição de que ele era o rei dos judeus, e isso explica o conteúdo da frase abreviada pela sigla INRI.

Os romanos não podiam condenar Jesus à morte pela a acusação que o Sinédrio havia formulado contra Ele, mas podiam condená-lo por rebelião contra Roma. No entanto, Pilatos interrogou Jesus e não encontrou algum indício de que Jesus era culpado de uma acusação dessa natureza. Porém, os líderes judeus pressionaram Pilatos de tal forma que chegaram a deixar claro que se ele soltasse Jesus, isso significaria que ele era inimigo de César (João 19:12).

Naquele tempo, Pilatos estava passando por um momento turbulento na província, e obviamente não queria se indispor com Roma. Então, ele condenou oficialmente Jesus à morte por crucificação. Foi nesse contexto que Pilatos ordenou que uma placa fosse colocada no topo da cruz, indicado que o crucificado era Jesus, o Rei dos Judeus.

Receber Estudos da Bíblia

A sigla INRI e o significado da placa fixada na cruz de Jesus

Os estudiosos dizem que a placa fixada no alto da cruz, servia para especificar o crime que o condenado havia cometido. A Bíblia também registra que os judeus não ficaram satisfeitos com a inscrição que Pilatos mandou escrever na placa. Eles queriam que a placa não trouxesse a declaração: “O Rei dos Judeus”, mas, ao invés disso, dissesse: “Sou o Rei dos Judeus”. Pilatos, todavia, não aceitou alterar a inscrição.

A insatisfação dos judeus provavelmente tinha a ver com o fato de que eles não queriam que alguém pensasse que, realmente, Jesus era o rei dos judeus. Quando insistiram que Pilatos escrevesse algo que deixasse claro que era Jesus quem alegava ser o rei dos judeus, provavelmente eles estavam preocupados em mostrar que jamais Jesus tinha sido reconhecido como rei pelos judeus.

Nesse ponto, muitos estudiosos observam que Pilatos se aproveitou da situação para provocar os judeus. Na verdade, durante seu governo várias vezes Pilatos se comportou como um tirano que não gostava dos judeus. Então, é possível que ao colocar uma inscrição em três idiomas identificando Jesus como rei dos judeus, Pilatos estava tentando humilhar os judeus mostrando que o mais nobre dentre eles, ou seja, o suposto rei daquele povo, era tão sem valor que estava recebendo a mais humilhante pena de morte imposta pelo Império.

Contudo, o insulto de Pilatos contra os líderes judeus na inscrição daquela placa que ficou conhecida na história pela sigla INRI, ironicamente era a declaração da verdade. Aquela inscrição feita nos três principais idiomas da época e colocada no alto da cruz, era um testemunho público da realeza de Cristo.

A origem da sigla INRI

Uma antiga tradição diz que a abreviação INRI tem a ver com Helena, a mãe do imperador Constantino. De acordo com essa tradição, a mãe do imperador romano supostamente encontrou uma tábua que trazia a abreviação INRI junto de três cruzes que foram descobertas numa caverna.

Apesar disso, não é possível comprovar a veracidade dessa tradição. Contudo, a inscrição INRI caiu no gosto das pessoas, e passou a ser amplamente reproduzida em algumas obras de artes de arte.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar